sicnot

Perfil

Mundo

Malásia e Indonésia fornecem abrigo a migrantes à deriva no mar

A Malásia e a Indonésia ofereceram-se hoje para fornecer "abrigo temporário" a milhares de migrantes que continuam bloqueados no Golfo de Bengala, desde que a comunidade internacional ajude a repatriá-los no prazo de um ano.

© Pascal Rossignol / Reuters

"A Indonésia e a Malásia concordaram continuar a fornecer assistência humanitária aos cerca de 7.000 migrantes que continuam no mar", na área do Estreito de malaca, adiantaram o ministro dos Negócios Estrangeiros malaio, Anifah Aman, e o seu homólogo, Retno Marsudi, da Indonésia, numa declaração conjunta após conversações sobre o assunto. 

"Também concordámos em oferecer-lhes abrigo temporário, desde que processo de repatriamento seja feito no espaço de um ano pela comunidade internacional", acrescentaram.

As autoridades calculam que estejam nestas águas cerca de 8.000 migrantes.


Lusa
  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01