sicnot

Perfil

Mundo

Malásia e Indonésia fornecem abrigo a migrantes à deriva no mar

A Malásia e a Indonésia ofereceram-se hoje para fornecer "abrigo temporário" a milhares de migrantes que continuam bloqueados no Golfo de Bengala, desde que a comunidade internacional ajude a repatriá-los no prazo de um ano.

© Pascal Rossignol / Reuters

"A Indonésia e a Malásia concordaram continuar a fornecer assistência humanitária aos cerca de 7.000 migrantes que continuam no mar", na área do Estreito de malaca, adiantaram o ministro dos Negócios Estrangeiros malaio, Anifah Aman, e o seu homólogo, Retno Marsudi, da Indonésia, numa declaração conjunta após conversações sobre o assunto. 

"Também concordámos em oferecer-lhes abrigo temporário, desde que processo de repatriamento seja feito no espaço de um ano pela comunidade internacional", acrescentaram.

As autoridades calculam que estejam nestas águas cerca de 8.000 migrantes.


Lusa
  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07