sicnot

Perfil

Mundo

Polícia italiana detém suspeito de ligação ao ataque a museu na Tunísia

A polícia italiana deteve esta quarta-feira um cidadão marroquino, suspeito de ter estado envolvido no ataque ao museu Bardo, na Tunísia, em março.

Touil Abdelmajid, de 22 anos, conhecido por Abdullah, foi detido na região de Milão, no norte de Itália, onde viviam a própria mãe e dois irmãos.

Touil Abdelmajid, de 22 anos, conhecido por Abdullah, foi detido na região de Milão, no norte de Itália, onde viviam a própria mãe e dois irmãos.

AP

Touil Abdelmajid, de 22 anos, conhecido por Abdullah, foi detido na região de Milão, no norte de Itália, onde viviam a própria mãe e dois irmãos. 

De acordo com as autoridades, o suspeito era alvo de buscas internacionais há dois meses - desde o dia em que 22 pessoas foram mortas no museu, na capital da Tunísia. 

As vítimas eram, na maioria, turistas, alguns deles italianos. Um polícia foi também morto no ataque.

A investigação esteve a cargo do departamento anti-terrorismo da policia italiana e contou com a colaboração dos serviços de inteligência de vários países.
 
O suspeito terá chegado a Itália em fevereiro, numa embarcação de imigrantes.

As autoridades tunisinas acreditam que Abdelmajid teve um papel ativo, quer na planificação, quer no próprio ataque ao museu Bardo, em Tunes, no dia 18 de março, nomeadamente no recrutamento de extremistas islâmicos que levaram a cabo o atentado.

A justiça ainda não decidiu se o suspeito vai ser julgado em Itália ou extraditado para a Tunísia.
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.