sicnot

Perfil

Mundo

Quarenta jihadistas mortos num raide da força aérea síria em Alepo

Pelo menos quarenta combatentes jihadistas foram esta quinta-feira mortos num ataque aéreo a uma base no norte de Alepo, Síria, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

O uso de "bombas barril" - cilindros cheios de explosivos - por Damasco, é criticado pelas organizações dos direitos humanos devido à potência destruidora que a carateriza.

O uso de "bombas barril" - cilindros cheios de explosivos - por Damasco, é criticado pelas organizações dos direitos humanos devido à potência destruidora que a carateriza.

© Stringer Shanghai / Reuters

"Os rebeldes islâmicos tinham munições armazenadas na base, o que ampliou a magnitude da explosão", explicou Rami Abdel Rahman, responsável do OSDH, sediada no Reino Unido.

Citando testemunhos de quem presenciou o ataque, aquele responsável disse que a explosão parecia um "terramoto".

"Pelo menos, 40 rebeldes das fações islamitas, incluindo três líderes, foram mortos devido a uma 'bomba barril' e a um míssil disparados pelo exército sírio contra a base em Al-Shaar, nas imediações de Alepo", adiantou ainda Rami Abdel Rahman.

Al-Shaar, uma região a leste de Alepo e controlada pela oposição, é frequentemente bombardeada pela força aérea e helicópteros do regime de Damasco.

"Os rebeldes visados pertencem à Frente Norte, uma coligação de fações radicais islamitas criada em dezembro", acrescentou Abdel Rahman. 

O uso de "bombas barril" - cilindros cheios de explosivos - por Damasco, é criticado pelas organizações dos direitos humanos devido à potência destruidora que a carateriza. 
Lusa
  • Costa desvaloriza ameaça e mantém planos de visita a Angola
    2:27

    Economia

    O governo angolano reagiu duramente à acusação do Ministério público portugues contra o vice-presidente de Angola. Luanda diz que a acusação é um sério ataque à República de Angola que pode perturbar as relações entre os dois paises. António Costa desvaloriza a ameaça e mantém os planos de uma visita a Angola na primavera.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Brasil já tirou o "pé do chão"
    1:59

    Mundo

    Já começaram os desfiles e festas de carnaval, no Rio de Janeiro.Esta sexta feira foi o início oficial das celebrações com centenas de milhar de pessoas nas ruas até de madrugada.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato. 

  • Atores de Hollywood contra Trump
    1:44

    Mundo

    Centenas de pessoas juntaram-se em mais um protesto contra o presidente dos Estados Unidos. A manifestação, em Beverly Hills, juntou várias estrelas de Hollywood.