sicnot

Perfil

Mundo

Rajoy reafirma que será candidato do PP às eleições gerais de Espanha

O presidente do governo espanhol reafirmou hoje que será o candidato do PP nas eleições gerais do final do ano, rejeitando fazer alterações no seu partido ou no Executivo na sequência dos resultados das eleições de domingo.

Lusa

Nas eleições municipais e autonómicas de domingo (em 13 das 17 regiões), o PP foi o partido mais votado, mas perdeu todas as maiorias absolutas que dispunha nas regiões, ficando vulnerável a acordos dos partidos de esquerda que podem afastar do poder os seus cabeças-de-lista. O PP pode ainda perder a câmara municipal de Madrid. 

No total, o PP teve menos 2,5 milhões de votos em todo o país do que teve em 2011.

Em conferência de imprensa hoje na sede do partido, em Madrid, Rajoy foi questionado sobre se considera que continua a ser o melhor candidato do PP para as eleições gerais do final do ano. 

"Creio que sim", afirmou o presidente do PP, acrescentando que se sente "muito cómodo e tranquilo" quanto a esta matéria.

Por outro lado, reafirmou que não prevê fazer alterações nem no partido nem na composição do executivo, que disse estar concentrado "em consolidar a recuperação económica". 

"Não me parece que o problema seja mudar ou deixar de mudar", salientou.

Rajoy disse mesmo que está "absolutamente convencido" de que nas eleições gerais os espanhóis vão reconhecer o esforço que o Governo e o PP estão a fazer para conseguir a recuperação económica.

Sobre as eleições de domingo, Rajoy assumiu erros próprios do PP e admitiu que o resultado não foram os esperados.

Para Rajoy, os eleitores espanhóis "castigaram" o PP devido a três fatores: a falta de recursos dos governos [regionais], a crise e as suas consequências e os casos de corrupção que afetaram o seu partido.

Rajoy falava após uma reunião com os "barões" do PP para analisar os resultados das eleições, na qual assinalou que o partido deve estar "mais próximo dos cidadãos". 

Das eleições resultou a necessidade de negociar pactos com os outros partidos para formar governos regionais ou escolher a gestão camarária.

Rajoy disse que o PP vai propor pactos "transparentes e estáveis" onde não tenha maioria - baseados numa série de princípios como o controlo das contas públicas, a recuperação económica ou a criação de emprego - mas sublinhou que "faz pouco sentido" iniciar negociações com exigências prévias.







Lusa
  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.