sicnot

Perfil

Mundo

Russa hospitalizada em estado grave por disparar contra si durante uma 'selfie'

Uma jovem russa foi internada quinta-feira em estado crítico em Moscovo por se ter ferido acidentalmente quando tirava uma "selfie", informou a agência de notícias russa Interfax.

© Jean-Pierre Amet / Reuters

Citando uma fonte policial, a Interfax noticiou que a vítima, de 21 anos, encontrou no escritório onde trabalha uma pistola de 9mm de calibre pertencente a um segurança do edifício.

O imprevisto aconteceu quando ao pretender tirar uma 'selfie' com a arma apontada à cabeça, "pressionou acidentalmente o gatilho". 

 "O tiro disparado à queima-roupa" resultou na hospitalização da jovem, em estado grave, no hospital Sklifosovsky, em Moscovo, acrescentou a polícia. 

O caso só se tornou conhecido na sexta-feira quando a polícia divulgou o ocorrido, estando agora a investigar de que forma a jovem teve acesso à arma.

A tendência para colocar 'selfies' nas redes sociais, popularizada por celebridades como Kim Kardashian, está a provocar comportamentos de risco a nível mundial.

Uma sondagem desenvolvida este mês indica que 17% dos americanos já tirou uma 'selfie' enquanto conduz. 

Em fevereiro, investigadores norte-americanos informaram que o hábito de um piloto, em tirar 'selfies' constantemente, causou a queda de um pequeno avião a sua morte e de outra pessoa que seguia a bordo. 






Lusa
  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras