sicnot

Perfil

Mundo

Austrália manteve grupo de imigrantes detido um mês em alto mar

 As autoridades australianas mantiveram um grupo de vietnamitas em busca de asilo detido em alto mar durante quase um mês, antes de o devolver ao seu país de origem, informa hoje a imprensa local.

Arquivo

Arquivo

Anonymous

O chefe da Operação Fronteiras Soberanas, Andrew Bottrell, disse, perante um comité do Senado, que este grupo de 46 pessoas, incluindo crianças, foi intercetado a 20 de março de 2015 e detido a 18 de abril.

O funcionário explicou que os refugiados foram submetidos a entrevistas pessoais em alto mar e investigados, o que significa que nenhum estava abrangido pelas obrigações de proteção australianas.

No entanto, Bottrell assegurou que os 46 vietnamitas "receberam os mais elevados cuidados médicos, alimentos e alojamento", segundo a emissora ABC.

O secretário do Ministério da Imigração e Proteção de Fronteiras, Michael Pezzullo, indicou que os imigrantes estavam cativos num "barco-prisão".

O Governo australiano tem uma rígida política anti-imigração ilegal que inclui obrigar os barcos a regressarem aos seus pontos de embarque e a colocação dos imigrantes em centros de detenção em terceiros países enquanto se processam os pedidos de asilo.

Se os pedidos forem aceites, os imigrantes são realojados noutro país, fora da Austrália.


  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Dijsselbloem não comenta hipótese de ser substituído por Mário Centeno
    2:41

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Mário Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas não comenta a sondagem que foi feita ao ministro das Finanças português. Ouvido esta quinta-feira no Parlamento Europeu, o Presidente do Eurogrupo esteve no centro das críticas e reafirmou que não se demite.