sicnot

Perfil

Mundo

Ex-enviado da ONU pede investigação a funcionários malaios por tráfico humano

O ex-enviado da ONU na Birmânia Razali Ismail pediu hoje que a Malásia inicie uma investigação para descobrir possíveis relações entre funcionários locais e as redes de tráfico humano, escreve hoje a imprensa local. 

Gemunu Amarasinghe

Na segunda-feira as autoridades malaias anunciaram ter encontrado 28 cemitérios clandestinos com 139 valas comuns, onde estão os restos mortais de imigrantes vítimas do tráfico de pessoas, a cerca de 500 metros da fronteira com a Tailândia.

"Algumas das pessoas em uniforme participaram [no crime]. Temos de acabar com isso (...). Este é o momento de lutar e reconhecer este enorme crime transnacional no sudeste asiático", assinalou Razali Ismail, em declarações ao canal Channel News Asia.

Uma equipa de especialistas forenses começou hoje a exumar os corpos encontrados nos campos, os quais, segundo relatórios preliminares, mostram sinais de tortura.

O chefe da polícia nacional malaia, Khalid Abu Bakar, indicou que ainda não se sabe o número exato de cadáveres enterrados nesta zona de selva montanhosa, acreditando-se, no entanto, que sejam cidadãos do Bangladesh e da Birmânia.

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43