sicnot

Perfil

Mundo

Ataques contra Ucrânia continuam apesar da trégua, afirma NATO

Um dos principais responsáveis da NATO afirmou hoje em Kiev que "ataques constantes" contra a "integridade territorial" da Ucrânia continuam a ocorrer, apesar do cessar-fogo em vigor.

reuters

"Estamos todos bem conscientes dos formidáveis desafios" que a Ucrânia enfrenta, nomeadamente os ataques contra a sua integridade territorial, disse Terry Thrasyvoulos, adjunto do secretário-geral da Aliança.

"A NATO mantém-se fiel ao seu compromisso: ajudar a Ucrânia a reformar os setores da Defesa e da Segurança", acrescentou o responsável, que falava numa reunião do grupo de trabalho NATO-Ucrânia.

Thrasyvoulos, diretor para os assuntos políticos e de segurança da NATO, considerou que a situação de conflito no país prejudica a capacidade de Kiev para modernizar as suas Forças Armadas com vista a uma futura adesão à aliança militar ocidental.

O conflito entre separatistas pró-russos e o exército ucraniano já fez mais de 6.200 mortos. Um cessar-fogo em vigor no leste da Ucrânia desde meados de fevereiro é regularmente violado por ambas as partes em conflito.

  • Braga perde com Shakhtar e fica fora dos 16 avos de final da Liga Europa
    3:16
  • Ronaldo não está preocupado com repercussões de eventual fuga fiscal
    1:30

    Football Leaks

    Cristiano Ronaldo diz que quem não deve não teme. O avançado português não se mostra preocupado com as notícias que revelam que o jogador não terá declarado os rendimentos da publicidade ao fisco espanhol. Fontes do Ministério das Finanças do país vizinho confirmaram ao jornal El Mundo que o português está a ser investigado há ano e meio.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.

  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalam-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.