sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 1.000 mortos na Índia devido a vaga de calor

Pelo menos 1.150 pessoas morreram nas últimas semanas devido à onda de calor que assolou os Estados de Telangana e Andra Pradexe, no sul da Índia, noticiou hoje a EFE.

© Jitendra Prakash / Reuters

"Andra Pradexe é o Estado mais afetado e já morreram 884 pessoas, oriundas sobretudo dos distritos de Guntur e de Visakhaptnam", disse à agência noticiosa um porta-voz da unidade de gestão de catástrofes da região, Tulsi Rani.

."São 226 as pessoas que morreram na região devido à vaga de calor", disse Sada Bhargavi, porta-voz da unidade de gestão de catástrofes de Telangana, o outro Estado também afetado.

Um membro da mesma unidade de Telangana, B.R. Meena, indicou que "a maioria das vítimas mortais, trabalhadores oriundos da população mais pobre, morreram desidratados por se encontrarem na rua nas horas de maior calor". 


As autoridades destes Estados têm desenvolvido campanhas de sensibilização à população para difundir boas práticas, como beber muita água e manterem-se em casa nas horas de maior intensidade do calor.


O Governo de Andra Pradexe anunciou ainda compensações de cerca de 1.500 dólares (1.373,50 euros) para apoiar as famílias dos mortos.


"A vaga de calor que afeta a região advém da confluência entre ar seco, a noroeste, e uma área de pressão atmosférica relativamente baixa, a leste", de acordo com o Centro Meteorológico de Hyderabad, capital de ambos os Estados.


Os Estados de Bengala e Odisha também referem que a vaga de calor já causou a morte de pelo menos 36 pessoas, noticia um jornal indiano local, FirstPost.


Durante a última semana as temperaturas subiram em todo o território indiano, sobretudo na faixa que atravessa o país de leste a oeste, a qual tem registado valores médios acima dos 40 graus Celsius. 


A chegada iminente da época chuvosa (maio) levará a uma ligeira baixa dos termómetros.


Centenas de pessoas, sobretudo pobres, morrem todos os anos na Índia no pico do Verão, enquanto dezenas de milhares sofrem cortes de energia devido às sobrecargas da rede elétrica.


Lusa
  • Vigília à porta da Autoeuropa contra novo horário
    1:13

    País

    Alguns trabalhadores da Autoeuropa fizeram este domingo uma vigília junto à fábrica, contra a imposição do novo horário de trabalho, que começa em fevereiro. Os trabalhadores estão contra essa obrigatoriedade e dizem que é ilegal porque não cumpre as 35 horas de descanso entre turnos.

  • Krovinovic não joga mais esta época

    Desporto

    O futebolista croata Filip Krovinovic lamentou este domingo a lesão nos ligamentos do joelho direito, sofrida no sábado na receção do Benfica ao Desportivo de Chaves (3-0), assumindo a confiança na conquista do quinto campeonato consecutivo pelo clube.

  • Marco Silva despedido do comando técnico do Watford

    Desporto

    O treinador português Marco Silva deixou o comando técnico do Watford, anunciou o 10.º classificado da Liga inglesa de futebol no seu sítio na Internet. "Foi uma decisão difícil e não foi tomada de ânimo leve. O clube está convencido de que a contratação de Marco Silva foi a correta e não fosse a abordagem indesejada de um rival da 'Premier League', continuaríamos a prosperar sob o seu comando", lê-se no comunicado do clube.

  • Waris estreia-se nos treinos do FC Porto

    Desporto

    O avançado ganês Majeed Waris, emprestado pelos franceses do Lorient, treinou este domingo pela primeira vez com o plantel do FC Porto, anunciou o líder da I Liga portuguesa de futebol no seu sítio oficial na Internet.