sicnot

Perfil

Mundo

Tony Blair renuncia ao posto no Quarteto para o Médio Oriente

O ex-primeiro-ministro britânico Tony Blair demitiu-se esta quarta-feira do cargo que desempenhava como emissário do Quarteto para o Médio Oriente, que pertence às Nações Unidas.

Blair renunicou ao posto que assumia há oito anos e a demissão tem efeito a partir de junho. (Arquivo)

Blair renunicou ao posto que assumia há oito anos e a demissão tem efeito a partir de junho. (Arquivo)

© Stefan Wermuth / Reuters

Blair renunicou ao posto que assumia há oito anos e a demissão tem efeito a partir de junho.

Tony Blair informou por escrito, e de modo formal, o secretário-geral da ONU, Ban Ki Moon.

O antigo primeiro-ministro britânico era há muito criticado pela falta de avanço nas negociações e era acusado de manter uma má relação com a Autoridade Palestiniana.

O Quarteto para o Médio Oriente é composto pelos Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Nações Unidas. Existe há 13 anos e tem como função mediar o processo de paz entre Israelitas e palestinianos.
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48