sicnot

Perfil

Mundo

"Deveria o Reino Unido permanecer como membro da União Europeia?"

Esta é a pergunta que o Governo britânico apresentará aos seus cidadãos no próximo referendo sobre a Europa. O executivo aceitou a versão recomendada pela Comissão Europeia, face à proposta do Partido Conservador, que preferia antes perguntar "Pensa que o Reino Unido deveria ser membro da União Europeia?".

© Stefan Wermuth / Reuters

"O Reino Unido deve continuar membro da União Europeia?", é a questão a que os britânicos deverão responder no referendo que se vai realizar em 2017, anunciou hoje o Governo britânico.

A questão aparece no projeto de lei que define os termos da consulta e que vai ser hoje apresentado na abertura da sessão parlamentar.

"O projeto de lei sobre o referendo sobre a União Europeia é um passo concreto no sentido de resolver o debate sobre a adesão do Reino Unido à União Europeia", afirmou uma fonte próxima do primeiro-ministro, David Cameron.

A consulta vai ser realizada o mais tardar em 2017, mas pode ser organizada em 2016.

"Esta é a primeira vez em 40 anos que o povo britânico vai dar a sua opinião sobre o nosso lugar na União Europeia", disse a mesma fonte.

O último referendo sobre a questão da adesão do Reino Unido ao bloco europeu foi realizado em 1975.

Ao fazer deste projeto de lei o primeiro do seu novo Governo, David Cameron mostra a sua vontade de avançar rapidamente com aquele dossiê, uma das suas primeiras promessas da campanha eleitoral para as legislativas.

A favor de manter o país numa União Europeia reformada, o primeiro-ministro britânico tenta assim renegociar certos aspetos da adesão do Reino Unido à organização.


  • O primeiro eclipse solar do ano
    0:57
  • O Nokia 3310 está de volta
    1:16

    Economia

    A Nokia chegou a ser uma das maiores empresas do mundo devido ao fabrico de telemóveis. Caiu, mas acaba de fazer renascer um dos sucessos de vendas do início do milénio. O anúncio foi feito este domingo, em Barcelona.