sicnot

Perfil

Mundo

Kerry anula visita a Espanha após queda de bicicleta

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, anulou a visita oficial a Espanha e regressará ainda hoje aos Estados Unidos depois de ter partido o fémur numa queda de bicicleta.

© POOL New / Reuters

Estava previsto que hoje mesmo Kerry e a sua delegação partissem de Genebra em direção a Espanha, onde estava agendada para esta tarde uma reunião com o ministro dos Negócios Estrangeiros espanhol, José Manuel García Margallo, estando ainda previstos encontros com o rei Felipe VI e com o presidente do governo, Mariano Rajoy.

Na segunda-feira estava previsto viajar para Paris, onde deveria encontrar-se com o homólogo francês, Laurent Fabius, e participar numa reunião ministerial da coligação contra o Estado Islâmico (EI).

John Kerry, que faz 72 anos em dezembro, foi hoje hospitalizado depois de um acidente de bicicleta em Scionzier, França, perto de Chamonix, nos Alpes franceses, que aconteceu cerca das 08:40, hora de Lisboa.

O secretário de Estado norte-americano tinha previsto uma visita de dois dias a Espanha para formalizar um acordo que prevê a instalação de uma base permanente dos EUA em Morón de La Frontera (Sevilha) para intervenções das forças norte-americanas para intervenções no Norte de África e manter contactos com responsáveis oficiais.  


Lusa



  • À redescoberta da Madeira, 16 anos depois
    1:59
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.