sicnot

Perfil

Mundo

Austrália interceta e rejeita entrada de embarcação com imigrantes ilegais

A marinha australiana intercetou e rejeitou a entrada nas suas águas territoriais de uma embarcação que tinha a bordo várias dezenas de imigrantes ilegais que tentavam chegar à Nova Zelândia, divulgou hoje a polícia indonésia. 

© Darrin Zammit Lupi / Reuters

Após rejeitados pelas autoridades australianas, os 65 imigrantes oriundos do Bangladesh, Birmânia e Sri Lanka chegaram à ilha de Rote, no leste da Indonésia, indicou hoje um oficial da polícia local.

"De acordo com os testemunhos dos imigrantes, eles foram devolvidos pela marinha e pelos serviços de imigração australianos depois de terem sido interrogados", referiu o mesmo representante.

"Afirmaram que estavam a caminho da Nova Zelândia", acrescentou. 

O mesmo oficial precisou que os imigrantes foram encontrados no domingo numa praia por habitantes da região, depois da embarcação em que viajavam ter naufragado.

Pouco tempo depois de ter chegado ao poder, em setembro de 2013, o governo conservador australiano liderado por Tony Abbott lançou a operação "Fronteiras Soberanas", com o objetivo de desencorajar os migrantes que tentam chegar à Austrália por via marítima.

Os navios da marinha australiana intercetam as embarcações que transportam os migrantes, devolvendo-os posteriormente para o ponto de partida, na maioria dos casos para a Indonésia.

Os requerentes de asilo que chegam por mar à Austrália são colocados em campos de retenção temporária, antes de serem extraditados para os respetivos países de origem. Estes migrantes também podem ser transportados para o Camboja, onde foi instalado um centro de abrigo, no âmbito de um controverso acordo bilateral com as autoridades de Camberra.

Nas últimas semanas, mais de 3.500 migrantes chegaram à Tailândia, Malásia e Indonésia. Muitos outros continuam retidos a bordo de embarcações sobrelotadas que estão à deriva no mar.  

Lusa
  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.

  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.