sicnot

Perfil

Mundo

Desmantelado acampamento com mais de 350 imigrantes no centro de Paris

Galeria de fotos

Dezenas de agentes franceses desmantelaram hoje um acampamento no centro de Paris, onde viviam há meses mais de 350 imigrantes oriundos do Sudão, Eritreia, Somália e Egito.  

reuters

reuters

reuters

reuters

Reuters

reuters

Mais de 350 refugiados -- a maioria do Sudão -- viviam num acampamento improvisado debaixo de uma passagem aérea entre as estações de metro de La Chapelle e Barbes-Rochechouart, no norte da capital francesa.

Os refugiados -- na sua maioria homens, embora também haja várias famílias -- esperavam para embarcar em autocarros com destino a diversos abrigos na zona de Paris.

O acampamento surgiu no verão do ano passado, mas cresceu em abril com as boas condições meteorológicas a levarem milhares de migrantes a cruzarem o Mediterrâneo a partir do norte de África com destino à Europa.

As autoridades francesas, que durante o fim de semana colocaram sinais e ordenaram a saída dos migrantes da zona num prazo de 48 horas, evacuaram o local durante a manhã de hoje.

Segundo um inquérito realizado no local, na semana, pelas autoridades da cidade e associações de refugiados, 160 pessoas que se encontravam no acampamento pretendiam ficar em França, enquanto 200 manifestaram intenção de seguir para outros destinos, sobretudo Reino Unido e países nórdicos.

O risco de epidemia, nomeadamente de sarna, terá sido apontado como justificação para a rápida evacuação do local.

Desde o início do ano, mais de 40 mil imigrantes -- a maioria fugidos de conflitos e da pobreza de países como a Líbia e a Eritreia -- alcançaram as costas italianas, enquanto cerca de 1.770 morreram durante a perigosa travessia.


  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.