sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 400 desaparecidos após naufrágio no rio Yangtze, China

Mais de 440 pessoas que viajam a bordo do navio naufragado na segunda-feira à noite no rio Yangtze, na China, a maioria idosos entre os 50 e 80 anos, continuavam desaparecidas cerca de 17 horas depois do acidente.

© Stringer China / Reuters

Um balanço difundido cerca das 15:00 (08:00 em Lisboa) pela agência noticiosa oficial chinesa Xinhua indicava cinco mortos confirmados e doze pessoas resgatadas.

O naufrágio poderá ser o pior do género registado em décadas na China, disse a Xinhua.

  • Centenas de desaparecidos em naufrágio na China
    0:45

    Mundo

    Um barco com 458 passageiros naufragou ontem na zona sul do rio Yangzte, na província de Hubei, na China. Pelo menos 13 pessoas foram resgatadas numa operação de salvamento dificultada por ventos e chuvas fortes. De acordo com a cadeia britânica BBC, cinco pessoas morreram e centenas continuam desaparecidas. Cerca de 30 navios estão no local. O primeiro-ministro chinês também se deslocou à zona do naufrágio. O capitão do navio foi uma das pessoas resgatadas. Contou que o acidente terá ocorrido quando o barco foi atingido por ventos de 130 quilómetros por hora e que se afundou no espaço de um ou dois minutos.

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • O projeto pioneiro que apoia crianças com doenças incuráveis
    3:30

    País

    A única unidade de cuidados paliativos pediátricos do país situa-se em São Mamede de Infesta. Inaugurado há quase dois anos, pelo Kastelo, há passaram 68 crianças com doenças incuráveis. A instituição lançou agora uma campanha de donativos para construir um parque aquático.