sicnot

Perfil

Mundo

Obama considera que Israel arrisca-se a perder credibilidade por causa de Netanyahu

O Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), em entrevista transmitida hoje na televisão israelita, que Israel arrisca-se a "perder credibilidade", devido às posições do seu primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, sobre a criação do Estado palestiniano. 

© Kevin Lamarque / Reuters

Barack Obama fez o comentário a uma televisão israelita em resposta a uma questão sobre as afirmações de Netanyahu a propósito da criação de um Estado palestiniano, feitas antes e depois das eleições de março passado. 

Netanyahu desencadeou uma vaga de preocupação internacional quando excluiu o estabelecimento de um Estado palestiniano, durante a a a campanha para as eleições de 17 de março, mas mais tarde recuou. 

"O perigo é Israel perder credibilidade", disse Obama, durante a entrevista passada no canal 2, acentuando que "a comunidade internacional já não acredita que Israel esteja com seriedade na questão da solução dos dois Estados". 

No domingo passado, Netanyahu garantiu que estava comprometido com o estabelecimento de um Estado palestiniano, apelando à liderança palestiniana para regressar às conversações, sem condições prévias. 

Porém, Obama afirmou que as declarações de Netanyahu sobre o assunto depois das eleições têm tido "tantas condições, que não é realista pensar que estas alguma vez sejam concretizadas num futuro próximo". 

Para acentuar esta posição, Obama acrescentou: "Penso que é difícil aceitar pelo seu valor facial a declaração feita depois das eleições, que parece apenas um esforço para regressar ao 'status quo', em que se fala sobre paz no abstrato, mas sempre para amanhã, sempre para mais tarde". 

Questionado sobre a continuidade da política dos EUA de vetar na Organização das Nações Unidas (ONU) as resoluções condenatórias de Israel, Obama respondeu que a falta de progressos nas negociações de paz "dificultaria" essa política. 








Lusa
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.