sicnot

Perfil

Mundo

Omar al-Bashir toma posse como Presidente do Sudão por mais cinco anos

Omar al-Bashir, de 71 anos, tomou hoje posse como presidente do Sudão para um novo mandato de cinco anos, após ter sido reeleito para o cargo nas eleições realizadas em abril com 94 por cento dos votos.

© Stringer Shanghai / Reuters

No poder desde 1989 e procurado pelo Tribunal Penal Internacional desde 2009 por crimes de guerra, Al-Bashir afirmou no seu discurso de tomada de posse no parlamento que será presidente "de todos os sudaneses" e que trabalhará pela "paz e prosperidade do país, com esperança de manter a estabilidade e a segurança".

As eleições presidenciais do Sudão registaram uma baixa taxa de participação, tendo sido boicotadas pelos principais partidos da oposição, a quem o chefe de Estado pediu hoje que participe no diálogo nacional para "resolver as diferenças".

"Esta nova etapa será de honestidade e transparência e existirá uma vontade decisiva para combater a corrupção", sublinhou o presidente.

Al-Bashir comprometeu-se, por outro lado, a alcançar a paz nas regiões conflituosas do Darfur, Kordofan do Sul e Nilo Azul.

O Partido do Congresso Nacional de Al-Bashir também manteve o controlo do parlamento, quando em abril venceu as eleições legislativas, conseguindo 323 dos 426 lugares em disputa.

Os presidentes do Egito, Abdel Fattah al-Sissi, do Zimbabué, Robert Mugabe, e do Quénia, Uhuru Kenyatta, foram alguns dos dignitários estrangeiros que assistiram à cerimónia da tomada de posse.

Há anos que o Sudão está isolado a nível internacional.

Desde 1997 que é alvo de um embargo económico norte-americano devido a alegadas violações dos direitos humanos e ligações ao terrorismo. Cartum deu guarida ao líder da Al-Qaida, Usama bin Laden, durante cinco anos no início dos anos 1990.

Em 2009, o Tribunal Penal Internacional emitiu um mandado de captura contra Al-Bashir por crimes de guerra e contra a humanidade no Darfur, região do oeste do país martirizada por um conflito étnico-cultural desde 2003.

Além dos conflitos armados que afetam metade dos seus 18 estados, o Sudão perdeu cerca de 75% dos seus recursos petrolíferos com a secessão do sul, que se tornou o Estado do Sudão do Sul em 2011.


Lusa
  • Presidente do Sudão reeleito com 94,5% dos votos

    Mundo

    O Presidente sudanês, Omar al-Bashir, foi reeleito para um mandato de cinco anos com 94,5% dos votos, anunciou hoje a Comissão Eleitoral do Sudão. A vitória de Bashir num escrutínio boicotado pela oposição era esperada. 

  • Coutinho e Neymar salvam Brasil já na compensação

    Mundial 2018 / Brasil

    O Brasil venceu a Costa Rica por 2-0 numa partida a contar para a 2ª jornada do grupo E do Mundial da Rússia. Contas feitas, o Brasil sobe para o primeiro lugar do grupo, com 4 pontos, seguido da Sérvia com 3 pontos. A Suíça (1 ponto) e a Costa Rica (0 pontos) ocupam, assim, os últimos lugares da tabela.

  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • Moutinho e Raphael Guerreiro de "baixa", Fonte disponível "para tocar bombo"
    1:52
  • Mulher morre após ser mandada para casa pelo Centro Hospitalar do Oeste
    2:23

    País

    Uma mulher morreu depois de ter tido alta no Centro Hospitalar do Oeste. Há fortes suspeitas que tenha sido vítima de um diagnóstico mal feito por uma empresa de telemedicina. O Bastonário da Ordem dos Médicos quer avaliar todos os contratos do Estado com serviços de telemedicina e impedir que as empresas e os hospitais fujam às responsabilidades. Até agora ninguém foi responsabilizado, a família apresentou várias queixas e Entidade Reguladora da Saúde abriu um inquérito.

  • Antigo campeão nacional de Ori-BTT, de 19 anos, morreu em colisão com carro
    1:42

    País

    Um ciclista de 19 anos morreu e o pai ficou gravemente ferido, numa colisão com uma viatura que fazia uma inversão de marcha, em Loulé, na quarta-feira. Quando o acidente aconteceu, o jovem estava a treinar para um campeonato na Hungria, onde ia participar dentro de poucos dias. Duarte Lourenço, que chegou a ser campeão nacional de Ori-BTT, pertencia ao escalão de Juniores, devido à sua idade, mas por vontade própria fazia escalão Sénior.