sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos cinco voos de ou para os EUA receberam hoje ameaças de bomba

Pelo menos cinco voos com origem ou chegada aos Estados Unidos receberam hoje ameaças de bomba, indicaram fontes oficiais norte-americanas, citadas pela estação de televisão NBC. 

© Louis Nastro / Reuters

As mesmas fontes esclareceram, no entanto, que as ameaças não foram consideradas como credíveis pelas autoridades.

Os voos visados pertenciam às companhias norte-americanas US Airways, Delta e United, à transportadora aérea de baixo custo mexicana Volaris e à coreana Korean Air. 

Após ter sido informada destas ameaças, a entidade que controla o espaço aéreo norte-americano, a Federal Aviation Administration (FAA), suspendeu todos os voos da companhia United durante mais de meia hora. A entidade atribuiu a interrupção temporal a "questões de automatização".

Nas últimas duas semanas, mais de uma dezena de voos, a maioria procedente de outros países e com destino aos Estados Unidos, receberam falsas ameaças, segundo o canal norte-americano NBC.

Na passada segunda-feira, o diretor interino da Administração de Segurança de Transportes (Transport Security Administration, TSA), Melvin Carraway, foi afastado do cargo, na sequência de uma investigação interna que revelou diversas falhas de segurança em vários aeroportos norte-americanos.

Investigadores federais simularam ser passageiros comuns e, em 67 das 70 viagens realizadas, conseguiram passar com explosivos falsos e armas proibidas pelos postos de controlo vigiados por agentes da TSA.

Lusa
  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.