sicnot

Perfil

Mundo

Tribunal adia decisão sobre pena de morte de Morsi

O tribunal egípcio adiou a decisão, agendada para hoje, de condenar à morte o ex-presidente Mohamed Morsi.

© Amr Dalsh / Reuters

A justiça egípcia tinha agendada para hoje, terça-feira, a decisão de condenar, ou não, à morte o ex-presidente Mohamed Morsi.

Desconhecem-se ainda as razões do adiamento. Sabe-se, para já, que a sentença foi agora agendada para o dia 16 de junho.

Qualquer que seja a decisão, Mohamed Morsi poderá contestá-la nos 60 dias seguintes.

O antigo chefe de Estado foi condenado à morte, por ter planeado a fuga de uma cadeia nos arredores do Cairo, na companhia de mais de uma centena de militantes da Irmandade Muçulmana, durante a revolta de 2011.

Derrubado pelos militares em 2013, Morsi tinha sido já condenado em abril a uma primeira pena de 20 anos de prisão pela repressão dos protestos no Cairo em dezembro de 2012.

As autoridades militares, egípcias acusadas da morte de mais de um milhar de apoiantes de Morsi e militantes da Irmandade Muçulmana anunciaram na segunda-feira ter neutralizado uma alegada conspiração terrorista da organização islamita contra várias instituições do país, entre militares, polícias e juízes.
  • Aguardada confirmação do veredito da pena de morte de Morsi

    Mundo

    Um Tribunal do Cairo deve anunciar hoje o veredito do julgamento sobre a pena de morte do ex-Presidente egípcio. Mohamed Morsi é acusado por ter planeado a fuga de uma prisão nos arredores do Cairo, na companhia de mais de uma centena de militantes da Irmandade Muçulmana, durante a revolta de 2011. Derrubado pelos militares em 2013, Morsi tinha sido já condenado em abril a uma primeira pena de 20 anos de prisão. A sentença poderá ainda ser contestada nos próximos 60 dias.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi o deputado eleito pelo círculo de Braga. Agora vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Esta saída pode colocar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.