sicnot

Perfil

Mundo

Ativista detido em Cabinda desde março enfrenta graves problemas de saúde

O ativista de direitos humanos José Marcos Mavungo permanece em prisão preventiva em Cabinda, Angola, mesmo depois de terminada a investigação policial e enfrenta agora sérios problemas de saúde, foi esta quarta-feira divulgado.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Amr Dalsh / Reuters

(Arquivo)

(Arquivo)

© Amr Dalsh / Reuters

José Marcos Mavungo encontra-se detido na província angolana de Cabinda desde 14 de março, data em que estava prevista uma manifestação contra a alegada má governação em Cabinda e violação de direitos humanos no enclave.

Em declarações hoje à agência Lusa, o porta-voz do grupo de ativistas de direitos humanos que promove uma campanha de recolha de assinaturas para a libertação de Mavungo, disse que as investigações já foram concluídas e entregues na Direção Provincial de Investigação Criminal (DPIC) ao procurador-geral adjunto na província, que as remeteu para o tribunal.

"Mas, até agora, os advogados não foram notificados e o doutor Marcos Mavungo continua detido, o que significa que as investigações apontam para qualquer tipo crime e mantém-se a acusação de crime contra a segurança de Estado", referiu Filomeno Vieira Lopes.

Segundo Filomeno Vieira Lopes, aquele ativista apresenta vários problemas de saúde nomeadamente no fígado e coração, e tem recebido assistência médica da cadeia, que considera "duvidosa".

O porta-voz do grupo de ativistas, com representantes de partidos políticos, da sociedade civil e de organizações de defesa dos direitos humanos, considerou todo o processo "uma maquinação" das autoridades para manter Marcos Mavungo detido.

De acordo com Filomeno Vieira Lopes, o grupo está a preparar expedientes para serem entregues na Presidência da República, na Procuradoria-Geral da República e no Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos de Angola.

"O abaixo-assinado já foi entregue às autoridades de Cabinda e vamos na sexta-feira submeter este expediente às autoridades centrais e igualmente solicitar audiências", referiu.

No mês passado, uma delegação deste grupo deslocou-se à Cabinda para uma visita de dois dias, para avaliar a situação legal e o estado de saúde de Marcos Mavungo.

A delegação manteve contactos com Marcos Mavungo e a sua mulher, os advogados envolvidos no processo, com o diretor dos serviços prisionais e com outros detidos.

Nessa visita, o grupo constatou o grave estado de saúde de Marcos Mavungo e solicitou ao Ministério Público a sua libertação.

Outras duas pessoas, entretanto já libertadas, foram detidas na mesma ocasião sem mandado de captura, "porque havia uma grande suspeição do crime contra a segurança de Estado", alegaram anteriormente as autoridades.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • Provavelmente o melhor golo da noite de Liga Europa
    1:24
  • Vitória de Guimarães mais longe dos 16 avos de final
    1:48
  • O perfil dos novos ministros
    3:22

    País

    Pedro Siza Vieira e Eduardo Cabrita são os dois novos ministros que tomam posse no próximo sábado. Ambos têm uma particularidade: são amigos de longa data do primeiro-ministro António Costa.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • Fogos na Califórnia provocaram 42 mortos e perdas acima de mil milhões de dólares

    Mundo

    O comissário dos seguros da Califórnia afirmou esta quinta-feira que as perdas provocadas pelos incêndios que dizimaram extensas áreas deste Estado norte-americano excedem os mil milhões de dólares (844 milhões de euros). Estes incêndios, que começaram no condado de Sonoma County, já provocaram a morte a 42 pessoas no mês de outubro.

  • Quem está ao lado de Trump? Melania ou uma sósia?

    Mundo

    A especulação surgiu no Twitter: estaria Trump acompanhado de uma sósia de Melania para ocultar a ausência da mulher num evento oficial? A teoria da conspiração ganhou depois força nas redes sociais. Julgue por si mesmo.

    SIC

  • Norte-americano entrega-se após perder aposta com a polícia no Facebook

    Mundo

    Um jovem de 21 anos procurado pela polícia norte-americana entregou-se, esta segunda-feira, depois de perder uma aposta com a polícia, no Facebook. Michael Zaydel prometeu entregar-se se uma publicação sobre o seu desaparecimento chegasse às mil partilhas, na rede social. O jovem norte-americano prometeu ainda levar uma dúzia de donuts, caso os agentes da cidade de Redford conseguissem ganhar a aposta.

    SIC