sicnot

Perfil

Mundo

Juiz chileno condena 31 agentes da ditadura de Pinochet

Um juiz chileno condenou a diversas penas de prisão 31 agentes da ditadura de Augusto Pinochet pelo sequestro qualificado (desaparecimento) de dois irmãos detidos em 1974, informaram hoje fontes judiciais.

© Reuters Photographer / Reuter

Entre os condenados pelo juiz especial Hérnan Crisosto, da Comarca de Apelaciones de Santiago, destaca-se o general Manuel Contreras, ex-chefe da DINA, a polícia secreta de Pinochet, que acumula 500 anos de prisão depois de ser condenado em dezenas de juízos por violações dos direitos humanos.

Contreras foi condenado agora a 20 anos de prisão pelo desaparecimento de Carlos e Aldo Pérez Vargas, ambos membros do Movimento de Esquerda Revolucionária (MIR) - um grupo que resistiu com armas à ditadura - , detidos em 10 e 23 de setembro de 1974.

Também a 20 anos foram condenados outros quatro destacados oficiais da DINA, próximos de Contreras, os brigadeiros Pedro Espinoza e Miguel Krassnoff, e os coronéis Marcelo Moren e César Manquírez, como autores do delito.

Outros 16 ex-agentes, entre os quais uma mulher, foram condenados a 12 anos de prisão, enquanto mais quatro foram condenados a 10 anos, como autores do sequestro de Aldo Pérez.

Seis ex-agentes receberam condenações de cinco anos e um dia, como cúmplices de ambos os delitos.








Lusa
  • Merkel visita Portugal no final de maio

    País

    A chanceler alemã, Angela Merkel, efetua uma visita oficial a Portugal nos dias 30 e 31 deste mês a convite do primeiro-ministro, António Costa. Com passagem por Braga, Porto e Lisboa.

  • "É pesado dizer a miúdos que ainda ontem os pais estavam a ensinar o atar ténis que vão ficar em prisão preventiva"
    2:49
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.