sicnot

Perfil

Mundo

Juiz chileno condena 31 agentes da ditadura de Pinochet

Um juiz chileno condenou a diversas penas de prisão 31 agentes da ditadura de Augusto Pinochet pelo sequestro qualificado (desaparecimento) de dois irmãos detidos em 1974, informaram hoje fontes judiciais.

© Reuters Photographer / Reuter

Entre os condenados pelo juiz especial Hérnan Crisosto, da Comarca de Apelaciones de Santiago, destaca-se o general Manuel Contreras, ex-chefe da DINA, a polícia secreta de Pinochet, que acumula 500 anos de prisão depois de ser condenado em dezenas de juízos por violações dos direitos humanos.

Contreras foi condenado agora a 20 anos de prisão pelo desaparecimento de Carlos e Aldo Pérez Vargas, ambos membros do Movimento de Esquerda Revolucionária (MIR) - um grupo que resistiu com armas à ditadura - , detidos em 10 e 23 de setembro de 1974.

Também a 20 anos foram condenados outros quatro destacados oficiais da DINA, próximos de Contreras, os brigadeiros Pedro Espinoza e Miguel Krassnoff, e os coronéis Marcelo Moren e César Manquírez, como autores do delito.

Outros 16 ex-agentes, entre os quais uma mulher, foram condenados a 12 anos de prisão, enquanto mais quatro foram condenados a 10 anos, como autores do sequestro de Aldo Pérez.

Seis ex-agentes receberam condenações de cinco anos e um dia, como cúmplices de ambos os delitos.








Lusa
  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.