sicnot

Perfil

Mundo

Polícias de Londres vão ser equipados com câmaras nos uniformes

A Polícia de Londres anunciou hoje que a maioria dos seus agentes será equipada com uma câmara de vídeo colocada no uniforme a partir de março de 2016, para aumentar o nível de "confiança" dos cidadãos na polícia.

© Rick Wilking / Reuters

Citado pela agência espanhola EFE, o comissário-chefe da Polícia Metropolitana de Londres, Bernard Hogan-Howe, assinalou que a medida servirá tanto para "melhorar o escrutínio público" sobre o trabalho policial como para "reunir provas" em casos de infrações ou delitos. 

Segundo a Polícia Metropolitana, desde o ano passado cerca de 1.000 agentes participaram em dez bairros da capital britânica num programa piloto com o mesmo tipo de câmaras, que ajudaram a reduzir as queixas contra os polícias e aumentaram o número de acusados que se declara culpado numa fase inicial dos seus processos. 

"Durante demasiado tempo, o nosso equipamento esteve atrás da tecnologia que praticamente todo o mundo já tem nos bolsos", afirmou o comissário chefe.

As câmaras colocadas nos uniformes permitirão "gravar as difíceis circunstâncias com que os agentes têm que lidar no seu quotidiano e demonstrarão, com maior efetividade, a realidade da polícia" em Londres.

O presidente da câmara da cidade, o conservador Boris Johnson, afirmou que foram encomendadas 20.000 câmaras com uma dimensão de poucos centímetros, para dotar a maior parte dos polícias que patrulham a capital britânica com a tecnologia.

Boris Johnson disse que as câmaras "melhorarão a confiança, ajudarão a polícia a fazer o seu trabalho e permitirão aos cidadãos exigir dos agentes mais responsabilidade".

A Câmara Municipal de Londres detalhou que o plano para introduzir as câmaras será financiado com a venda de edifícios sem utilizar fundos da Polícia.

O projeto começou depois da morte em agosto de 2011 do jovem Mark Duggan por disparos da polícia, o que desencadeou uma onda de distúrbios em Inglaterra.

Nos últimos anos, a Polícia Metropolitana londrina viu-se envolvida noutros casos polémicos, como a morte em 2005 do brasileiro Jean Charles de Menezes, que morreu também por disparos da polícia que o confundiu com um terrorista, e de Ian Tomlinson, que faleceu ao ser empurrado por um polícia ao passar pelo local de uma das manifestações contra a cimeira do G20 em 2009.

Lusa
  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.