sicnot

Perfil

Mundo

Presidência do Burundi anuncia que eleições vão ser adiadas

A Presidência do Burundi anunciou hoje que decidiu adiar as eleições de sexta-feira, sem precisar para quando, cedendo às pressões da comunidade internacional para retomar o diálogo e resolver a crise política do país.

© Radu Sigheti / Reuters

"É certo. Não haverá eleições na sexta-feira", disse o conselheiro responsável pela comunicação da Presidência do Burundi, Willy Nyamitwe.

Segundo a mesma fonte, a Comissão Eleitoral vai anunciar oficialmente o novo calendário eleitoral, que terá em conta as recomendações dos chefes de Estado da África Oriental e os prazos previstos na Constituição.

As eleições legislativas e municipais deveriam ser realizadas sexta-feira e as presidenciais a 26 de junho.

Há um mês que existem protestos quase diários na capital do país contra uma terceira candidatura à Presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005.

No domingo pasado, durante uma reunião na Tanzânia vários chefes de Estado da região aconselharam a um adiamento das eleições. Todos, com exceção da Presidência do Burundi, consideraram ser impossível realizar os escrutínios nas datas previstas. 

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.