sicnot

Perfil

Mundo

Presidência do Burundi anuncia que eleições vão ser adiadas

A Presidência do Burundi anunciou hoje que decidiu adiar as eleições de sexta-feira, sem precisar para quando, cedendo às pressões da comunidade internacional para retomar o diálogo e resolver a crise política do país.

© Radu Sigheti / Reuters

"É certo. Não haverá eleições na sexta-feira", disse o conselheiro responsável pela comunicação da Presidência do Burundi, Willy Nyamitwe.

Segundo a mesma fonte, a Comissão Eleitoral vai anunciar oficialmente o novo calendário eleitoral, que terá em conta as recomendações dos chefes de Estado da África Oriental e os prazos previstos na Constituição.

As eleições legislativas e municipais deveriam ser realizadas sexta-feira e as presidenciais a 26 de junho.

Há um mês que existem protestos quase diários na capital do país contra uma terceira candidatura à Presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005.

No domingo pasado, durante uma reunião na Tanzânia vários chefes de Estado da região aconselharam a um adiamento das eleições. Todos, com exceção da Presidência do Burundi, consideraram ser impossível realizar os escrutínios nas datas previstas. 

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.