sicnot

Perfil

Mundo

Presidência do Burundi anuncia que eleições vão ser adiadas

A Presidência do Burundi anunciou hoje que decidiu adiar as eleições de sexta-feira, sem precisar para quando, cedendo às pressões da comunidade internacional para retomar o diálogo e resolver a crise política do país.

© Radu Sigheti / Reuters

"É certo. Não haverá eleições na sexta-feira", disse o conselheiro responsável pela comunicação da Presidência do Burundi, Willy Nyamitwe.

Segundo a mesma fonte, a Comissão Eleitoral vai anunciar oficialmente o novo calendário eleitoral, que terá em conta as recomendações dos chefes de Estado da África Oriental e os prazos previstos na Constituição.

As eleições legislativas e municipais deveriam ser realizadas sexta-feira e as presidenciais a 26 de junho.

Há um mês que existem protestos quase diários na capital do país contra uma terceira candidatura à Presidência do atual chefe de Estado, Pierre Nkurunziza, no poder desde 2005.

No domingo pasado, durante uma reunião na Tanzânia vários chefes de Estado da região aconselharam a um adiamento das eleições. Todos, com exceção da Presidência do Burundi, consideraram ser impossível realizar os escrutínios nas datas previstas. 

Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01