sicnot

Perfil

Mundo

Presidente do Irão pede unidade e coesão nacional

O Presidente iraniano, Hassan Rohani, apelou esta quarta-feira, em Teerão, à "unidade nacional" face aos "inimigos do Irão", durante uma cerimónia religiosa.

Hassan Rohani, que falava por ocasião do 26.º aniversário da morte do imã Ruhollah Khomeini, fundador da República islâmica, enfrenta críticas dos conservadores que o acusam de se aproximar dos inimigos, nomeadamente dos Estados Unidos da América, por causa das negociações sobre o dossiê nuclear iraniano. (Arquivo)

Hassan Rohani, que falava por ocasião do 26.º aniversário da morte do imã Ruhollah Khomeini, fundador da República islâmica, enfrenta críticas dos conservadores que o acusam de se aproximar dos inimigos, nomeadamente dos Estados Unidos da América, por causa das negociações sobre o dossiê nuclear iraniano. (Arquivo)

© Beawiharta Beawiharta / Reuters

Hassan Rohani, que falava por ocasião do 26.º aniversário da morte do imã Ruhollah Khomeini, fundador da República islâmica, enfrenta críticas dos conservadores que o acusam de se aproximar dos inimigos, nomeadamente dos Estados Unidos da América, por causa das negociações sobre o dossiê nuclear iraniano.

O Irão e o grupo 5+1 (Estados Unidos, Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha) negoceiam desde 2013 para limitar as ambições nucleares de Terrão em troca do levantamento das sanções internacionais, impostas ao país em 2006.

As partes têm até 30 de junho para redigir um texto completo e definitivo, mas os negociadores iranianos e norte-americanos estão sujeitos à grande pressão dos milhares de conservadores.

"Precisamos de unidade e coesão", disse o Presidente iraniano, citando Khomeini, que morreu a 4 de junho de 1989.

"Os inimigos querem criar a discórdia entre os grupos étnicos e religiões (...) O primeiro passo é termos o país unido", vincou.

O chefe de Estado iraniano pediu para todos falarem a uma "só voz", apesar das "diferenças de opinião, de partidos diferentes", "para o interesse nacional e para preservar o regime".

"Esta Nação tem resistido durante 36 anos e vai continuar a resistir", disse, prometendo manter as promessas feitas durante a campanha eleitoral.

No discurso, prometeu também resolver o problema para levantar as sanções internacionais, que sufocam a economia do país.
Lusa
  • Os efeitos dos incêndios na natureza
    2:46

    País

    Cheias frequentes, erosão dos solos e contaminação dos rios e albufeiras são as previsões unânimes da comunidade científica para os próximos tempos, na sequência dos incêndios florestais. À SIC, o hidrobiólogo Adriano Bordalo Sá e o investigador de recursos florestais Rui Cortes alertam: é necessário começar a tratar da terra queimada o mais rapidamente possível.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta esta terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • O preconceito em relação aos transexuais
    34:09
  • "Isto destrói famílias"
    0:46
  • Falta de gado ameaça produção do queijo da Serra da Estrela
    3:35

    País

    A devastação provocada pelos últimos incêndios foi um rude golpe na economia da região Centro do país. Algumas empresas já começaram os trabalhos de reconstrução, mas os produtores de gado temem não conseguir repôr os animais, deixando em risco a produção do queijo Serra da Estrela.

  • Eurodeputados homenageiam vítimas dos fogos
    1:38

    País

    A União Europeia vai doar os 50 mil euros do prémio Princesa das Astúrias às populações afetadas pelos incêndios em Portugal e Espanha. A Comissão Europeia continua a avaliar o pedido ao Fundo Europeu de Solidariedade, mas o pedido deverá ainda ser atualizado para incluir os prejuízos causados pelos incêndios da semana passada.