sicnot

Perfil

Mundo

Vigília em Hong Kong assinalou 26.º aniversário da repressão na praça Tiananmen

Milhares de pessoas concentraram-se hoje em vigília no Parque Vitória, em Hong Kong, para assinalar o 26.º aniversário da repressão militar na praça de Tiananmen, em Pequim.

EPA

Segundo a organização, cerca de 135.000 corresponderam ao apelo da Aliança de Hong Kong de Apoio aos Movimentos Patrióticos na China, mas a polícia chinesa calcula que apenas 46.000 participaram na vigília, que decorreu sem incidentes.

 Líderes estudantis aproveitaram a ocasião para exigir uma emenda à Lei Fundamental de Hong Kong, para poder instaurar um sistema democrático sem restrições nesta ex-colónia britânica.

O Conselho Legislativo (LegCo) de Hong Kong tem agendado votar, no próximo dia 17, a polémica reforma eleitoral que esteve na origem da chamada "revolução dos guarda-chuvas", que, entre setembro e dezembro de 2014, marcou a vida social e política da agora região Administrativa Especial chinesa de Hong Kong.

A 04 de junho de 1989, o exército chinês interveio contra manifestantes pró-democracia que ocupavam a praça de Tiananmen (cujo nome em chinês significa 'Paz Celestial').

Além de Hong Kong, a Região Administrativa Especial de Macau também assinalou hoje a efeméride, com 500 pessoas concentradas no Largo do Senado.









Lusa
  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.