sicnot

Perfil

Mundo

Atraso no retorno de corpos das vítimas do voo da Germanwings causa protestos

Os familiares dos mortos no avião da Germanwings deliberadamente despenhado contra os Alpes franceses reclamaram junto da companhia mãe, a Lufthansa, do atraso na devolução dos restos mortais das vítimas, indicou hoje o seu advogado. 

© Emmanuel Foudrot / Reuters

Os corpos deveriam ser repatriados nos dias 09 e 10 de junho, mas a Lufthansa contactou as famílias esta semana para anunciar um contratempo, disse Elmar Giemulla, o advogado das vítimas da cidade de Haltern, no noroeste da Alemanha.

"A revolta e desespero estão a aumentar", escreveram, numa carta enviada à Lufthansa, os familiares de 16 adolescentes que estavam entre as 150 pessoas mortas no despenhamento ocorrido a 24 de março.

Os primeiros funerais de estudantes de Haltern, que regressavam de uma viagem de intercâmbio a Espanha quando o copiloto fez o avião despenhar-se, já estavam marcados para 12 de junho.

Contudo, a Lufthansa informou esta semana as famílias de que "novos requisitos administrativos" tinham atrasado temporariamente o repatriamento dos restos mortais das vítimas", referiram as famílias.

Contactada na quinta-feira pela agência de notícias francesa, AFP, a Germanwings confirmou que se verificaram erros na emissão das certidões de óbito, cuja validade tinha expirado e que tiveram de ser novamente emitidas, o que conduziu a "uma interrupção" do processo.

"Estamos a trabalhar afincadamente para encontrar uma solução tão rapidamente quanto possível, no interesse dos familiares", declarou um porta-voz da Germanwings, sem especificar datas.

O presidente da câmara da aldeia de Prads-Haute-Bleone, situada perto do local do acidente, que assinou as certidões de óbito, afirmou que tinha havido ligeiros erros de ortografia "em nomes com sonoridade estrangeira" em seis ou sete dos documentos.

"Todas as certidões foram enviadas há três semanas e, assim que recebermos as correções exigidas pelo ministério público, iremos reemiti-las", explicou.

O procurador do Ministério Público Brice Robin disse à AFP que se reunirá com famílias de vítimas em Paris na próxima quinta-feira para discutir "o repatriamento dos corpos" e "a devolução de objetos pessoais".

Os investigadores só no mês passado acabaram de identificar os restos mortais de todas as 150 pessoas a bordo do voo que fazia a ligação entre Barcelona e Dusseldorf.







Lusa
  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à União Europeia e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta dos partidos para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido qualquer perdão de dívida, ao contrário do que os partidos mais à esquerda chegaram a defender.

  • Antigos ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal diz que foi mero acidente 
    2:00
  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre após a cirurgia

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.