sicnot

Perfil

Mundo

Casa Branca pede ao Congresso novas leis sobre segurança cibernética

A Casa Branca pediu hoje ao Congresso para adotar novas leis sobre segurança cibernética, dando como exemplo o recente ataque informático durante o qual foram roubados dados relativos a milhões de funcionários públicos.

© Dado Ruvic / Reuters

"O facto é que precisamos que o Congresso dos Estados Unidos deixe a 'idade da pedra', entre no século XXI e tenha as defesas necessárias para proteger os sistemas informáticos modernos", afirmou o porta-voz do Presidente norte-americano, Josh Earnest.

A vice-presidente do Comité de Inteligência do Senado, a democrata Dianne Feinstein, também afirmou hoje que o "Congresso deve agir" para garantir que as informações sobre as vulnerabilidades informáticas sejam rapidamente transmitidas para melhorar a cooperação entre Governo e empresas privadas.

"Esta ameaça não pode ser levada com ânimo leve", sublinhou.

"Milhões de dólares, os dados privados de todos os cidadãos dos EUA, infraestruturas, tais como as nossas redes de energia, centrais nucleares e água potável, estão em perigo", disse.

O Governo dos Estados Unidos confirmou, na quinta-feira, que piratas informáticos podem ter tido acesso a informação pessoal de quatro milhões de funcionários públicos norte-americanos, no maior ataque informático contra o Estado federal.








Lusa
  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.