sicnot

Perfil

Mundo

Explosão provoca dois mortos e mais de 100 feridos em comício na Turquia

Duas pessoas foram hoje mortas em Diyarbakir, sudeste da Turquia, após duas explosões registadas durante um comício do principal partido pró-curdo e a dois dias das eleições legislativas, anunciou um ministro turco.  

© XXSTRINGERXX xxxxx / Reuters

De acordo com o ministro da Agricultura, Medhi Eder, citado pela agência noticiosa oficial Anatolia, mais de 100 pessoas também ficaram feridas pelas deflagrações que ocorreram durante a tarde (cerca das 15:00 em Lisboa) numa praça da "capital" do Curdistão curdo num comício do Partido Democrático dos Povos (HDP) e quando o presidente do partido, Selahattin Demirtas, se preparava para discursar perante milhares de pessoas.

As explosões terão ocorrido com três minutos de diferença e segundo os testemunhos alguns dos feridos sangravam abundantemente, alguns em risco de perderem os seus membros. 

A campanha eleitoral para as legislativas de 07 de junho na Turquia ficou assinalada por numerosos incidentes violentos dirigidos sobretudo contra o HDP.  

Na quarta-feira, o motorista de um veículo com as cores do partido foi morto em Bingol (leste) por disparos de origem desconhecida. No mês passado, duas explosões contra as sedes do partido na cidade de Adana e Mersin provocaram vários feridos, enquanto na quinta-feira centenas de nacionalistas irromperam num comício do partido em Erzurum (leste), com um balanço de vários feridos durante os confrontos. 

Os resultados do HDP no escrutínio de domingo estão a concentrar todas as atenções.

Caso consiga ultrapassar a barreira dos 10% dos votos e entrar no parlamento, poderá privar o AKP, o partido islamita-conservador do Presidente Recep Tayyip Erdogan, dos 330 deputados de que necessita para promover uma revisão constitucional e reforçar os poderes presidenciais.

Após assumir a liderança do HDP, Selahattin Demirtas -- que se candidatou às presidenciais de agosto de 2014 obtendo 9,76% dos votos --, optou por tornar o partido não apenas um porta-voz da importante minoria curda da Turquia mas ainda um defensor dos direitos de outras minorias, culturais e sexuais, e adotou um discurso social próximo do partido Syriza na vizinha Grécia, com quem mantém contactos regulares.








Lusa
  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.