sicnot

Perfil

Mundo

Mais de mil combatentes do grupo Estado Islâmico mortos por mês

Os bombardeamentos feitos pela coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, contra o grupo extremista Estado Islâmico permitiu matar "mais de mil" combatentes por mês, disse hoje um dos generais norte-americanos que dirigem a operação.

© Stringer Shanghai / Reuters

Os raides aéreos "tiveram um efeito profundo sobre o inimigo" e "retiraram do campo de combate mais de mil combatentes inimigos por mês", afirmou o general John Hesterman, chefe da componente aérea do comando militar do Médio Oriente.

A administração de Barack Obama tem sido criticada sobre a eficácia da campanha de bombardeamentos.

O general confirmou que em cerca de 75% das missões os aviões regressaram sem terem lançado bombas, mas acrescentou que não se pode comparar este tipo de ataques com os conflitos com um exército de um Estado.

"Quando o alvo é um exército regular é relativamente fácil, mas é muito difícil atingir os combatentes do grupo Estado Islâmico, porque estão imersos na população civil", explicou o general.

A coligação internacional tem também de ter o cuidado de distinguir entre os combatentes do Estado Islâmico e as forças iraquianas e evitar matar civis. 

"Nunca foi tão difícil distinguir entre amigos e inimigos do Iraque como hoje. É impossível distingui-los quando se vestem da mesma maneira e com o mesmo equipamento", salientou o general. 

Desde agosto de 2014, a coligação realizou 15.675 missões aéreas, 4.423 das quais resultaram num ataque, segundo números oficiais.

Os ataques aéreos não impediram os militantes do grupo Estado Islâmico de controlar a cidade iraquiana de Ramadi, levantando dúvidas sobre a eficácia da estratégia seguida pela administração de Obama.




Lusa
  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • "Temos de melhorar o sistema de prevenção e combate dos incêndios"
    18:07

    País

    O ministro da Agricultura, Luís Capoulas Santos, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias, desta quinta-feira. Em análise esteve o chumbo do PCP na criação de um banco nacional de terras, a reforma da floresta em Portugal, as falhas no sistema de comunicação do SIRESP, a lei da rolha nos bombeiros, a seca no país e ainda a pesca da sardinha, que poderá vir a ser proibida durante 15 anos. 

    Entrevista SIC Notícias

  • CGTP acusa PT de ilegalidades no dia da greve
    0:46

    Economia

    A CGTP pede a intervenção do Governo na PT. Esta quinta-feira, na SIC Notícias, Arménio Carlos acusou a empresa de estar a cometer mais uma ilegalidade, ao ter requisitado trabalhadores para cumprir serviços mínimos uma semana antes do permitido por lei.

  • Altice responde a António Costa
    1:33

    Economia

    A Altice respondeu ao Governo, na sequência das críticas de António Costa, lamentando que Portugal não reconheça a importância dos investimentos que o grupo faz no país. A dona da PT inaugurou esta quinta-feira um novo call center em Vieira do Minho e, na sexta-feira, está marcada uma greve geral dos trabalhadores da PT.

  • Protesto dos enfermeiros é "ilegal"
    2:37
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26

    Aqui há História

    Os baixios da barra do Tejo já foram cemitério de centenas de embarcações. Uma delas foi o Patrão Lopes, o navio de salvamento que saía para o mar quando todos fugiam das tempestades. Foram cinco dias em agonia até naufragar no Bugio, num caso que acabou na barra do tribunal. 80 anos depois, a SIC mergulhou no Patrão Lopes porque "Aqui Há História".

  • Sismo de magnitude 6.9 na Turquia

    Mundo

    Um forte sismo com magnitude 6.9 na escala de Richter fez-se sentir esta quinta-feira a sul da cidade turca de Bodrum. A informação foi avançada pela agência norte-americana de Geologia.