sicnot

Perfil

Mundo

Assassinada portuguesa proprietária de hotel em Caracas

Uma mulher portuguesa de 79 anos foi assassinada em Caracas, no sábado, dentro do hotel do qual era proprietária, informaram este domingo fontes da comunidade portuguesa local.

Segundo a imprensa venezuelana, as autoridades suspeitam que a portuguesa tenha sido assassinada por alguém conhecido, que sabia localizar o seu quarto e tinha conhecimento da existência de valores, tendo desaparecido dinheiro e a chave de uma casa da qual era proprietária, entre outros valores. (Arquivo)

Segundo a imprensa venezuelana, as autoridades suspeitam que a portuguesa tenha sido assassinada por alguém conhecido, que sabia localizar o seu quarto e tinha conhecimento da existência de valores, tendo desaparecido dinheiro e a chave de uma casa da qual era proprietária, entre outros valores. (Arquivo)

© XXSTRINGERXX xxxxx / Reuters

Radicada há mais de 50 anos na Venezuela, Maria Elia Dias de Prieto foi encontrada morta por um dos inquilinos do hotel Dias e Silva, que a tentara localizar, depois de não ter tido resposta, ao pedido de abertura da porta do hotel do centro de Caracas, como acontecia todos os dias.

O diário venezuelano El Universal noticiou entretanto que a portuguesa terá sido estrangulada e atacada com uma arma branca, "por indivíduos que entraram no seu quarto", .

"Era uma anciã muito frágil", disse uma familiar da vítima ao jornal venezuelano. "Não é justo que lhe tenham feito algo tão cruel".

Segundo a imprensa venezuelana, as autoridades suspeitam que a portuguesa tenha sido assassinada por alguém conhecido, que sabia localizar o seu quarto e tinha conhecimento da existência de valores, tendo desaparecido dinheiro e a chave de uma casa da qual era proprietária, entre outros valores.

A investigação do homicídio está a cargo do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas da Venezuela.

Maria Elia Dias de Prieto tinha dois filhos, residentes em Portugal, mas insistia em permanecer na Venezuela, por querer "retribuir" o bom acolhimento recebido, quando emigrou para Caracas.
Lusa
  • Português assassinado na Venezuela
    0:54

    Mundo

    Um jovem de origem portuguesa de 25 anos foi assassinado ontem, em Caracas. O pai foi sequestrado pelo grupo de assaltantes. Trata-se de um empresário de 54 anos e é natural da Madeira.

  • Pagaram 10 libras por diamante que vale milhares

    Mundo

    Há 30 anos um comprador adquiriu um anel de diamantes de 26.27 quilates por apenas 10 libras (cerda de 11 euros) numa feira em Isleworth, no oeste Londres. O proprietário passeou durante três décadas com uma peça que valia cerca de 350.000 libras (407.000€) e não sabia. Confessa que até a usava durante as tarefas domésticas.

    SIC

  • Leão-marinho arrasta criança de doca em Vancouver
    0:51

    Mundo

    O momento em que um leão-marinho arrasta uma menina para a água foi gravado e publicado na internet. Sem nada que fizesse prever, o animal puxou a criança que estava sentada numa doca em Vancouver, no Canadá. A criança foi resgatada de imediato por um familiar e apesar do susto não sofreu ferimentos. O momento de aflição foi testemunhado por vários turistas.

  • Caçador morre esmagado por elefante

    Mundo

    Um famoso caçador morreu na sexta-feira após ser esmagado por um elefante quando estava a caçar. A morte foi confirmada pelas autoridades do Zimbabué, que adiantaram ainda que o animal foi morto por um dos caçadores do grupo de Theunis Botha.