sicnot

Perfil

Mundo

Dois assassinos escapam "à filme" e deixam mensagem em post it

Dois reclusos escaparam de uma prisão de alta segurança, em Nova Iorque. Abriram um buraco na parede da cela, feita de aço, e passaram por túneis até encontrarem a saída. Mais de 200 agentes andam à procura dos homens, considerados perigosos.

Post it escrito por um dos detidos com a mensagem: "Tenham um bom dia".

Post it escrito por um dos detidos com a mensagem: "Tenham um bom dia".

© Reuters Photographer / Reuter

Um dos reclusos deixou uma mensagem na cela, num post-it: "Tenham um bom dia."

Um dos reclusos deixou uma mensagem na cela, num post-it: "Tenham um bom dia."

© Reuters Photographer / Reuter

Um dos homens deixou uma mensagem na cela, num post-it: "Tenham um bom dia."

Um dos homens deixou uma mensagem na cela, num post-it: "Tenham um bom dia."

© Reuters Photographer / Reuter

Richard Matt, 48 anos, foi condenado de 25 anos a prisão perpétua depois de em dezembro de 1997 ter raptado e agredido um homem até à morte.

Richard Matt, 48 anos, foi condenado de 25 anos a prisão perpétua depois de em dezembro de 1997 ter raptado e agredido um homem até à morte.

© Handout . / Reuters

David Sweat, 34 anos, cumpria uma pena de prisão perpétua, sem possibilidade de pedir liberdade condicional, por ter assassinado um adjunto de xerife em julho de 2002.

David Sweat, 34 anos, cumpria uma pena de prisão perpétua, sem possibilidade de pedir liberdade condicional, por ter assassinado um adjunto de xerife em julho de 2002.

© Handout . / Reuters

As autoridades ficaram de boca aberta quando viram as paredes, de ambas as celas, com um buraco. Afinal, trata-se de uma prisão de alta segurança e as paredes são feitas de aço.

Mas não foi só isso que surpreendeu os guardas. Os dois reclusos deixaram, na cela, um post it com a mensagem: "Tenham um bom dia".

E o dia não podia ter corrido pior para os elementos de segurança da prisão Clinton, para a polícia, e Governador do Estado de Nova Iorque, que iniciaram de imediato uma caça ao homem. Até agora, sem sucesso.

Os reclusos, Richard Matt, de 48 anos e David Sweat de 34, cumprem penas por homicídio. 

Richard foi condenado de 25 anos a prisão perpétua depois ter raptado e agredido um homem até à morte, em 1997. David cumpria uma pena de prisão perpétua, sem possibilidade de pedir liberdade condicional, por ter assassinado um adjunto de xerife em 2002.

Os dois foram vistos, pela última vez, às 22.30 de sexta-feira, na habitual contagem de prisioneiros. Matt e Sweat "vestiram" objetos com camisolas de capuz, para simular que estavam a dormir. Resultou até às 5.30, do dia seguinte, altura em que foi dado o alarme.

Ainda não se sabe se contaram com a ajuda de cúmplices. Sabe-se apenas que conseguiram abrir buracos na parede de ambas as celas (estavam em celas separadas, ao lado uma da outra).  

Contaram, para isso, com a ajuda de ferramentas elétricas, acreditam as autoridades. Mas como conseguiram os dois homens arranjar as ferramentas, é a grande questão.

Depois atravessaram um "elaborado labirinto de canos e túneis" até encontrarem a saída. 

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo explicou, à CNN, que a fuga "foi elaborada e sofisticada".

Andrew Cuomo explica que a prisão de Clinton (conhecida como pequena Sibéria, porque fica numa zona onde as temperaturas são baixas em mais de metade do ano) é regularmente alvo de manutenção.

Suspeitam por isso que as ferramentas, usadas para facilitar a fuga, pertençam a trabalhadores da prisão.

Nas ruas de Nova Iorque foi montada uma mega operação de caça ao homem. Mais de 200 polícias estão nas ruas a passar a pente fino, casas e viaturas, numa tentativa de encontrar os dois assassinos, considerados perigosos.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.