sicnot

Perfil

Mundo

Emissões de gases da China começarão a cair 5 anos antes do previsto

Uma nota de esperança na luta contra o aquecimento global, as emissões de gases com efeito de estufa da China deverão atingir um pico em 2025 e depois começar a cair, cinco anos antes do previsto por Pequim, revela um estudo britânico. Isto significa que a Terra poderá assim evitar aquecer mais do que 2ºC.

© Petar Kujundzic / Reuters

A China, o maior poluidor mundial, deverá atingir entre 12,5 e 14 mil milhões de toneladas de emissões de CO2 (GTCO2) em 2025, para então começarem a diminuir, prevê o  estudo da London School of Economics.

"Estes resultados sugerem que é cada vez mais provável que o Mundo consiga evitar um aquecimento global de mais 2ºC em relação aos níveis pré-industriais", sublinham os responsáveis pelo estudo,  o economista do clima Nicholas Stern e o analista Fergus Green. O valor de 2ºC é o limite que as Nações Unidas querem ver implementado num acordo global a ser assinado em Dezembro em Paris, no âmbito do procolo de Quioto.

"Ao analisarmos as tendências dos setores chave na China, concluímos que as emissões de gases com efeito estufa têm agora menos probabilidade de atingir o pico em 2030 - o limite que tinha previsto o Presidente Xi Jinping em Novembro de 2014 - mas sim em 2025", dizem os investigadores. Cinco anos mais cedo ou até mesmo antes, referem.

O estudo britânico aponta como principais causas destas boas notícias para o ambiente o facto de o consumo de carvão na China ter diminuído em 2014 e no primeiro trimestre de 2015, após anos de constante aumento, o que levou a elevados níveis de poluição nas cidades chinesas. Além disso, o recurso ao gás natural tem vindo a aumentar.

O estudo britânico aponta como principais causas destas boas notícias para o ambiente o facto de o consumo de carvão na China ter diminuído em 2014 e no primeiro trimestre de 2015, após anos de constante aumento, o que levou a elevados níveis de poluição nas cidades chinesas. Além disso, o recurso ao gás natural tem vindo a aumentar e têm sido implementadas alterações estruturais nas políticas económicas.

No âmbito das negociações no quadro da ONU, os países terão de apresentar até 31 de Outubro a sua agenda de médio prazo em matéria de redução das emissões de gases com efeito de estufa. Trinta e nove países já revelaram as suas intenções. Pequim ainda não o fez.

"A questão de saber se o Mundo vai conseguir manter esta trajetória (de mais 2ºC) neste decénio e nos anos a seguir, depende de forma significativa da capacidade da China em reduzir as emissões a um ritmo sustentado após o pico, mais do que apenas estagnar", sublinha o estudo. Depende também "das acções dos outros países nos próximos 20 anos e da acção mundial nas décadas que se seguirão".

Hoje em dia, as emissões mundiais elevam-se a 50 GTCO2e, das quais um quarto é da responsabilidade da China.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Mundo

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Viagem de balão para ver as cerejeiras em flor
    14:27
  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Karlie Kloss, o "anjo" que quer ensinar raparigas a programar
    2:59