sicnot

Perfil

Mundo

ONU critica Israel por impacto das operações militares nas crianças

O secretário-geral da ONU criticou hoje Israel pelas consequências nas crianças palestinianas das suas operações militares, mas deixou este país fora da "lista negra" de Estados e grupos que violam os direitos dos menores nos conflitos.

© Suhaib Salem / Reuters

Ban Ki-moon distribuiu hoje aos membros do Conselho de Segurança a informação atual sobre a situação das crianças afetadas por guerras em todo o mundo e mostrou-se muito crítico com a atuação das forças armadas israelitas.

"Estou profundamente alarmado com o nível das violações graves sofridas pelas crianças em resultado das operações militares israelitas em 2014", assinalou o diplomata coreano no texto, em que considerou a situação "sem precedentes e inaceitável".

Contudo, Israel não aparece na chamada "lista negra" de países e grupos que violam os direitos das crianças nos conflitos, apesar de, segundo várias fontes, assim o ter recomendado inicialmente a enviada especial da ONU para esta questão, Leila Zerrougui, que também defendia a referência ao movimento palestiniano Hamas.

Nesta lista constam organizações como Al-Qaida e o denominado Estado Islâmico junto a forças armadas de países como a Síria, Iémen, Afeganistão e Sudão do Sul.

O embaixador israelita junto da ONU, Ron Prosor, congratulou-se com a decisão através de um comunicado, no qual considerou que Ban atuou corretamente ao não incluir Israel.

"No entanto, a ONU ainda tem muito para avançar. Em vez de publicar milhares de informações e listas contra Israel, deveria condenar de maneira inequívoca as organizações terroristas que operam na faixa de Gaza", assinalou Ron Prosor.







Lusa
  • Proteção Civil desmobiliza meios em Setúbal

    País

    A Proteção Civil vai começar a desmobilizar, hoje à tarde, meios de combate ao incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal e que já está em fase de rescaldo, disse à agência Lusa o vereador da Proteção Civil Municipal.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • Portugal condenado por decisão "discriminatória e preconceituosa"
    1:19

    País

    Portugal voltou a ser condenado pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, desta vez por causa de uma decisão discriminatória e preconceituosa. Trata-se do caso da mulher a quem o Supremo Tribunal Administrativo baixou o valor de uma indemnização por negligência médica. Entre os vários argumentos usados, os juízes portugueses consideraram que a sexualidade é menos importante quando se tem 50 anos e dois filhos.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26

    País

    O candidato do PSD à Câmara Municipal de Loures, André Ventura, foi entrevistado esta terça-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Em análise, a polémica em torno das declarações do candidato sobre a comunidade cigana.

    Entrevista SIC Notícias

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.