sicnot

Perfil

Mundo

Turcos saúdam fim da maioria do partido de Erdogan

Turcos saúdam fim da maioria do partido de Erdogan

Os resultados das legislativas na Turquia tiveram um efeito imediato na bolsa de Istambul e na moeda turca. O partido islamita AKP do Presidente turco venceu as eleições legislativas, mas não conseguiu a maioria. Os resultados dão apenas 41% dos votos ao partido de Recep Tayyip Erdogan. O mercado bolsista caiu mais de 6% e a libra turca atingiu um mínimo histórico face ao euro e ao dólar. O banco central turco foi obrigado a descer as taxas de juro para os depósitos em moeda estrangeira para travar a descida da libra turca. Para muitos turcos, a perda da maioria do partido de Erdogan é o fim de uma era.

  • Partido de Erdogan vence legislativas com 41% dos votos
    2:28

    Mundo

    O partido islamita AKP do Presidente turco venceu as eleições legislativas, mas não conseguiu a maioria. Os resultados dão apenas 41% dos votos ao partido de Recep Tayyip Erdogan. A grande surpresa da noite foi o partido pró-curdo que consegue 80 deputados no parlamento.

  • Partido pró-curdo consegue 13% dos votos nas legislativas turcas
    1:49

    Mundo

    Uma crise política está instalada na Turquia. O partido do Presidente turco Erdogan é o grande derrotado da noite. Venceu as eleições legislativas deste domingo mas não conseguiu maioria. Dos resultados, destaque para o partido pró-curdo que obteve 13% dos votos e tem agora assento no Parlamento da Turquia. O relato é do correspondente da SIC, José Pedro Tavares.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.