sicnot

Perfil

Mundo

Caso do brasileiro abatido pela polícia em Londres em 2005 começou a ser julgado

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem começou hoje a analisar o caso do brasileiro abatido pela polícia no metro de Londres em 2005. Jean Charles de Menezes foi atingido com sete tiros quando entrava no metro. 

A polícia confundiu-o com um terrorista que, na véspera, tinha tentado atacar a rede de transportes londrina. A morte do brasileiro, de 27 anos, aconteceu duas semanas depois dos atentados de 7 de julho, no metro de Londres, que fizeram 52 mortos.

Na altura, a Scotland Yard admitiu o erro, argumentando que as autoridades estavam em alerta máximo e sob forte pressão. Mas nenhum polícia foi indiciado individualmente. 

A família  levou o caso a Estrasburgo e exige que o caso volte a ser investigado.
  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional.