sicnot

Perfil

Mundo

Papa Francisco insta Putin a fazer "esforços sinceros" para paz na Ucrânia

O papa Francisco instou hoje, no Vaticano, o presidente russo, Vladimir Putin, e todos os envolvidos no conflito na Ucrânia a fazerem "esforços sinceros" para a paz naquele país. 

Gregorio Borgia

Após uma reunião entre ambos que durou 50 minutos, o Vaticano emitiu um comunicado no qual declarava que o papa tinha sublinhado a Putin a necessidade de um "importante e sincero esforço de alcançar a paz" na Ucrânia.

"Houve entendimento na importância de reconstruir uma atmosfera de diálogo, e que todas as partes envolvidas se comprometam a aplicar os acordos [de cessar fogo] de Minsk", indica o comunicado. 

No encontro privado entre o líder máximo da Igreja Católica e o presidente da Rússia, foi abordada não só a situação na Ucrânia, mas também no Médio Oriente, concretamente na Síria e no Iraque.

Sobre a situação no Médio Oriente foi sublinhada "a urgência de conseguir a paz com o compromisso concreto da comunidade internacional".

Putin, que chegou ao Vaticano com setenta minutos de atraso, foi recebido pelo papa com um "bem-vindo" em alemão, e depois da audiência realizou-se a tradicional troca de presentes.

O presidente da Rússia ofereceu ao papa uma pintura, dizendo: "Esta é a Igreja de São Salvador, que foi destruída na época soviética e depois reconstruída".

Por sua vez, o líder da Igreja Católica entregou a Putin um medalhão criado por Guido Veroi, ao mesmo tempo que afirmava: "Este é um medalhão criado por um artista do século passado, representando o anjo da paz, que vence todas as guerras e fala da solidariedade entre os povos".

Lusa
  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.