sicnot

Perfil

Mundo

Ex-chefe da Segurança da China condenado a prisão perpétua

O ex-chefe da Segurança da China Zhou Yongkang foi hoje condenado a prisão perpétua por corrupção, abuso de poder e divulgação de segredos de Estado, anunciou o Tribunal de 1.ª Instância de Tianjin, norte do país.

© Bobby Yip / Reuters

Zhou Yongkang, 73 anos, é o mais alto líder chinês preso e condenado por corrupção desde a fundação da Republica Popular da China, em 1949.

De acordo com a sentença citada pela agência noticiosa oficial chinesa Xinhua, o tribunal decidiu também confiscar todo o património de Zhou Yongkang.

Considerado até há pouco tempo um dos homens mais poderosos da China, Zhou Yongkang foi a principal figura  atingida pela campanha anticorrupção iniciada após a ascensão à chefia do Partido Comunista Chinês do atual presidente, Xi Jinping, em novembro de 2012. 

Zhou Yongkang pertenceu ao Comité Permanente do Politburo do PCC, a cúpula do poder na China, onde tutelava o aparelho de segurança da China, incluindo polícias, tribunais e serviços de informação.

 Estava preso desde o ano passado, juntamente com dezenas de antigos colaboradores e familiares, e entretanto foi expulso do PCC.

O combate à corrupção é assumido pela liderança do PCC como "uma luta de vida ou de morte" para manter a credibilidade do PCC e assegurar a sua permanência no poder.

Dezenas de quadros com categoria de vice-ministro ou superior, entre os quais vários generais, foram presos nos últimos dois anos e meio por suspeita de corrupção.

 Zhou Yongkang filiou-se no PCC em 1964 e ao longo da sua carreira, pertenceu à direção de um dos ricos monopólios estatais chineses, a China National Petroleum Corporation, foi primeiro secretário do partido na província de Sichuan, no sudoeste do país, e ministro da Segurança Pública.

 Segundo a acusação, Zhou "aproveitou-se dos seus cargos para favorecer outros e aceitou ilegalmente uma enorme quantidade de dinheiro e bens".

Lusa
  • Trump eleito personalidade do ano pela revista Time

    Mundo

    O Presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, foi eleito personalidade do ano pla revista Time. O título é atribuído pela publicação norte-americana há quase 90 anos para distinguir a figura que marcou o ano.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.