sicnot

Perfil

Mundo

Coronavírus já matou 11 pessoas na Coreia do Sul, 126 estão infetadas

As autoridades sul-coreanas reportaram hoje a sua 11.ª vítima mortal causada pela Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS-CoV), mas instaram a população a levar uma vida normal, por o ritmo de novos casos estar a abrandar. 

© Kim Hong-Ji / Reuters

A 11.ª vítima é uma mulher de 72 anos que morreu hoje depois de ter contraído a infeção no hospital, afirmou o Ministério da Saúde. 

Quatro novos casos foram reportados hoje, abaixo dos 14 registados na quinta-feira e dos 13 na quarta-feira, fixando em 126 o número total de pessoas na Coreia do Sul aos quais foi diagnosticado o vírus. 

O primeiro doente infetado com MERS foi diagnosticado a 20 de maio, após uma visita à Arábia Saudita. 

O MERS é considerado um 'primo', mais mortal, mas menos contagioso, do vírus responsável pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS) que, em 2008, fez cerca de 800 mortos em todo o mundo.

Tal como aquele vírus, provoca uma infeção pulmonar e os afetados sofrem de febre, tosse e dificuldades respiratórias, não havendo, por enquanto, tratamento preventivo para a doença.

Sobe para 126 o número de infetados 

A Coreia do Sul registou hoje quatro novos casos de Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS-CoV), elevando para 126 o número de infeções pelo coronavírus. 

Até à data a Coreia do Sul registou um total de dez mortes devido ao MERS, segundo dados do Ministério da Saúde. 

Na última semana o número de novos casos diários manteve-se acima de uma dezena por dia. 

Os quatro novos doentes ficaram infetados no Centro Médico Samsung, em Seul, foco da maioria dos contágios até à data, de acordo com comunicado do Ministério. 

"A possibilidade de o MERS se propagar na sociedade é muito baixa", afirmou Kwon Duk-choel, diretor dos Centros de Controlo e Prevenção de Coreia numa conferência de imprensa, na qual aconselhou os cidadãos a "fazer uma vida normal".

O número de pessoas em quarentena foi  hoje reduzido em 125, permanecendo 3.680 nessa condição por motivos de prevenção.

O primeiro doente infetado com MERS foi diagnosticado a 20 de maio, após uma visita à Arábia Saudita. 

O MERS é considerado um 'primo', mais mortal, mas menos contagioso, do vírus responsável pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS) que, em 2008, fez cerca de 800 mortos em todo o mundo.

Tal como aquele vírus, provoca uma infeção pulmonar e os afetados sofrem de febre, tosse e dificuldades respiratórias, não havendo, por enquanto, tratamento preventivo para a doença.

 
Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.