sicnot

Perfil

Mundo

O pior inimigo do seu inimigo é o seu cão

A ciência vem confirmar o que a maioria das pessoas que tem cães já se tinha apercebido: os seus animais de estimação não gostam das pessoas que não tratam bem o seu dono e sempre recusarão comida oferecida por quem lhe tenha feito algum mal ou ofendido.

A investigação de cientistas japoneses vem demonstrar que os cães têm capacidade de sociabilização - uma característica que poucas espécies têm, como têm os seres humanos e alguns primatas.

A equipa liderada pelo professor Kazuo Fujita da Universidade de Quioto testou três grupos de 18 cães em que os respetivos donos tinham de abrir uma caixa. Ao lado do dono estavam mais duas pessoas que os cães não conheciam.

No primeiro grupo, o dono pedia ajuda a uma das pessoas para abrir a caixa mas a pessoa recusava veementemente.

No segundo grupo, o dono pedia ajuda e recebia-a. Em ambos os grupos, a terceira pessoa mantinha-se neutra, nem ajudava nem se recusava a ajudar.

No terceiro grupo, nenhuma das pessoas interagia com o dono do cão.

A seguir era oferecida comida ao cão, que aceitava de quem tinha ajudado o dono ou do observador neutro. Mas não aceitava de quem não tivesse ajudado o dono.

"Descobrimos que os cães são capazes de fazer avaliações sociais e emocionais, independentemente do seu interesse" (a oferta de comida", afirmou Fujita, citado pelo The Guardian. Se os cães agissem apenas no seu interessa, não se importavam com quem lhes oferecia comida.
  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28