sicnot

Perfil

Mundo

Strauss-Kahn absolvido de lenocínio

A justiça francesa absolveu hoje o ex-diretor do FMI Dominique Strauss-Kahn da acusação de organizar orgias com prostitutas.

Michel Spingler

Strauss-Kahn era acusado de proxenetismo agravado e de ser o principal beneficiário e instigador de festas libertinas. 

O antigo diretor do Fundo Monetário Internacional foi julgado no tribunal de Lille, em França.

Dominique Strauss Khan alegava que os encontros eram festas. As mulheres que participaram assumiram que eram prostitutas e afirmaram que não estavam a divertir-se. 

O tribunal acabou por absolver Strauss-Khan de todas as acusações.

O julgamento por proxenetismo começou quatro anos depois do escândalo ocorrido num hotel em Nova Iorque, onde foi acusado de violar uma empregada daquela unidade hoteleira, em 2011.
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".