sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Sul regista 14ª vítima mortal devido ao coronavírus MERS

O número de mortos devido à Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS) subiu para 14 e foram registados 12 novos casos de contágio, informaram hoje as autoridades.

Turistas chineses, no centro de Seul, na Coreia do Norte usam máscaras de proteção.

Turistas chineses, no centro de Seul, na Coreia do Norte usam máscaras de proteção.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Uma mulher de 68 anos morreu hoje depois de ter sido infetada por um doente no hospital de Pyeongtaek, a 65 quilómetros a sul de Seul, segundo o Ministério da Saúde. 

As 14 vítimas sofriam de outras doenças antes de terem contraído o vírus, informaram as autoridades. A mais recente vítima tinha hipertensão e hipertiroidismo. 

No total, 138 pessoas foram infetadas pelo novo coronavírus, cujo primeiro diagnóstico foi realizado a 20 de maio, num homem que regressou de uma viagem à Arábia Saudita e outros países do Médio Oriente. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) anunciou na sexta-feira que vai convocar, na próxima semana, a comissão de emergências para abordar a situação da Síndrome Respiratória do Médio Oriente.

O MERS é um vírus mais mortal, mas menos contagioso, do que o responsável pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS, sigla em inglês) que, em 2003, fez cerca de 800 mortos em todo o mundo.

A MERS provoca uma infeção pulmonar e os afetados sofrem de febre, tosse e dificuldades respiratórias, não havendo, por enquanto, vacina ou tratamento para o vírus.

A doença regista uma taxa de mortalidade de cerca de 35%, de acordo com a OMS.

Na Arábia Saudita, mais de 950 pessoas foram contaminadas desde 2012 e 412 morreram.

 
Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.