sicnot

Perfil

Mundo

Paquistão interrompe pena de morte mas só no mês do Ramadão

O Paquistão vai aplicar uma moratória de um mês sobre a aplicação da pena de morte, correspondente ao mês do Ramadão, anunciaram hoje as autoridades locais.

Altaf Qadri

"Segundo a tradição ninguém é executado durante o mês do jejum (muçulmano) do Ramadão, e as autoridades decidiram que essa tradição será respeitada este ano", afirmou Nusrat Mangan, inspetor-geral das prisões da província de Sindh (sul).

Um responsável do ministério do Interior confirmou ter sido notificado para parar as execuções durante o mês do Ramadão, que começa esta semana.

No entanto o inspetor-geral das prisões do Punjab, província mais populosa do Paquistão, disse que não recebeu qualquer notificação nesse sentido.

"De todas as maneiras temos de executar cerca de duas dezenas de condenados antes do mês do Ramadão", disse Nazeer Farooq à AFP.

A Comissão dos Direitos Humanos do Paquistão, um organismo independente, disse que o Paquistão enforcou mais de 150 condenados desde o início das execuções, em dezembro, depois de um massacre numa escola da autoria de talibans.

Uma moratória sobre a pena de morte estava em vigor no país desde 2008.

A Amnistia Internacional estima que há no Paquistão mais de 8.000 condenados à morte e à espera de serem executados, com a maior parte a já ter esgotado todos os recursos legais.

Lusa
  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornla Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.