sicnot

Perfil

Mundo

Forças curdas retiram controlo de Tel Abiad a grupo extremista Estado Islâmico

As forças curdas retiraram hoje ao grupo extremista Estado Islâmico o controlo da estratégica cidade de Tel Abiad, no norte da Síria e fronteira com a Turquia, disse o comandante daquelas forças.

© Umit Bektas / Reuters

O comandante das Unidades de Proteção do Povo (milícias curdas sírias), Ridor Jalil, explicou pela Internet que os seus combatentes assumiram o controlo total da cidade, noticiou a agência espanhola Efe.

As forças curdas, acrescentou, foram apoiadas por brigadas rebeldes sírias no terreno e por aviões da aliança, liderada pelos Estados Unidos.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos disse que as forças curdas controlam "quase" totalmente a localidade, mas que há pequenas bolsas de resistência do grupo extremista Estado Islâmico no interior da cidade.

Segundo o observatório, pelo menos 40 combatentes do grupo Estado Islâmico morreram hoje durante os bombardeamentos da coligação, mas outros conseguiram fugir ou refugiar-se na área.

O grupo extremista Estado Islâmico ocupou em janeiro de 2014 Tel Abiab e o posto de controlo fronteiriço com a Turquia, que estava controlado pelo Movimento Islâmico dos Livres de Sham.

A derrota para o grupo extremista ocorre quando está quase a assinalar a proclamação de um califado na Síria e Iraque.










Lusa
  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.