sicnot

Perfil

Mundo

Jihadista Mokhtar Belmokhtar morto em bombardeamento na Líbia

O combatente islâmico argelino Mokhtar Belmokhtar terá sido morto num bombardeamento na Líbia por forças norte-americanas, segundo responsáveis líbios. Era acusado de liderar o ataque ao gasoduto de Amenas de há dois anos, no qual 800 pessoas foram feitas reféns e 40 morreram.

Arquivo reuters

Mokhtar Belmokhtar terá sido morto na cidade de Ajdabiya, no leste da Líbia, de acordo com um comunicado do Governo daquele país. Segundo os Estados Unidos, o jihadista foi, de facto, detectado e a operação "teve êxito", mas os detalhes do bombardeamento ainda estão a ser analisados.

Belmokhtar era procurado há já bastante tempo pelos Estados Unidos, que lançaram um programa de "recompensas  para a justiça", a quem encontrasse responsáveis da Al-Qaeda do Magrebe Islâmico (AQMI). 

Existente desde 1984, este programa consiste na oferta de dinheiro a  todo o informador que permita a detenção ou eliminação de indivíduos que  ameacem os interesses dos EUA.  

Para quem encontrasse Belmokhtar, um dissidente da AQMI que criou o seu próprio grupo  no final de 2012, estavam reservados cinco milhões de dólares (3,8 milhões  de euros). 

Nascido na Argélia, ganhou notoriedade no ataque ao gasoduto de Amenas de há dois anos, no qual 800 pessoas foram feitas reféns e 40 morreram.


  • "Não vou ceder, não vou render-me, não vou desistir da candidatura"
    2:02
  • Obama, Presidente francês?
    1:55

    Mundo

    A resposta é óbvia, mas não demoveu quatro franceses, descontentes com os candidatos às Presidenciais no seu país. A ideia começou como brincadeira, mas já recolheu 43 mil assinaturas. 

  • Trump apanhado a ensaiar no carro
    1:08
  • Mulheres democratas de branco para mostrar que não abdicam dos diretos conquistados

    Mundo

    Uma "mancha branca" sobressaiu esta terça-feira no Congresso norte-americano, durante o primeiro discurso de Donald Trump. A maioria das 66 mulheres representantes e delegadas do Partido Democrata vestiram-se de branco, num ato simbólico a fazer recordar o movimento sufragista feminino, que encorajava as apoiantes a vestirem-se de branco. Tal como então, a cor da pureza foi agora recuperada, desta feita para mostrar a Trump que as mulheres não abdicam dos direitos conquistados no início do século XX.

  • Treinador do "The Biggest Loser" teve ataque cardíaco

    Mundo

    Foi o próprio Bob Harper que partilhou a notícia no seu Instagram. O ex-treinador do famoso programa de televisão sofreu um ataque cardíaco enquanto treinava no ginásio. Esteve oito dias internado mas, felizmente, já está em casa a recuperar.

  • Prisões recebem manual para lidar com fugas
    2:07

    País

    O Governo vai fazer o maior investimento de sempre nos serviços prisionais. São 2.600 milhões de euros para reforçar a segurança nas prisões. Entretanto. já foi distribuído um manual de procedimentos em caso de fuga.