sicnot

Perfil

Mundo

Medo da Síndrome Respiratória faz disparar compras online na Coreia do Sul

O surto de Síndrome Respiratória do Médio Oriente na Coreia do Sul, que já causou 16 mortes, fez disparar as compras online devido ao receio das pessoas frequentarem locais muito concorridos, como supermercados, destaca a agência Yonhap.

© Kim Hong-Ji / Reuters

A maior cadeia de supermercados sul-coreana, E-Mart, registou um aumento nas suas vendas através da Internet de 63,1% nos primeiros 11 dias de junho, em termos anuais, e um aumento de mais de 80% nos alimentos frescos e pré-cozinhados, segundo dados facilitados pela empresa. 

No caso da segunda e terceira empresas do setor, Home Plus e Lotte Mart, as vendas de produtos online aumentaram 48,1% e 26,8%, respetivamente, no mesmo período.

No entanto, todas as cadeias de supermercados sofreram perdas na bolsa, de magnitude diversa, nas últimas semanas devido à descida do consumo desde que, no passado dia 20 de maio, se detetou, pela primeira vez, o surto de Síndrome Respiratória do Médio Oriente, o novo coronavírus.

Já foram encerradas milhares de escolas, enquanto outros espaços públicos como cinemas, salas de concertos e supermercados têm estado quase vazios.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41