sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro julgamento no Vaticano por abusos sexuais começa a 11 de julho

O Vaticano anunciou hoje que o primeiro julgamento de um membro da Igreja Católica acusado de abuso sexual de menores começa a 11 de julho e que dois bispos norte-americanos foram demitidos por encobrirem crimes semelhantes.

© Alessandro Bianchi / Reuters

Jozef Wesolowski, antigo núncio (embaixador) na República Dominicana, é acusado de abuso sexual de menores enquanto desempenhava aquelas funções, entre 2008 e 2013, e de posse de pornografia infantil já em Roma, em 2013 e 2014.

O antigo arcebispo, 66 anos, foi discretamente afastado do cargo em 2012, depois de a hierarquia católica ter sido informada de que pagava regularmente a rapazes dominicanos por serviços sexuais.

Se for considerado culpado, Wesolowski pode ser condenado a uma pena de 6 a 10 anos de prisão.

Em junho de 2014, Wesolowski foi afastado da Igreja, mas permaneceu em liberdade até setembro de 2014, quando foi colocado sob prisão domiciliária.

Em comunicado, o Vaticano afirma que "as graves alegações" contra Wesolowski vão ser escrutinadas e, "se necessário", haverá recurso à "cooperação legal internacional para a avaliação da prova testemunhal" obtida na República Dominicana.

As autoridades dominicanas, com as quais o Vaticano afirmou cooperar estreitamente, identificaram pelo menos quatro rapazes vítimas de abuso pelo enviado papal.

O papa Francisco aceitou por outro lado hoje a demissão de dois bispos norte-americanos, o arcebispo de Saint Paul e Minneapolis, John Clayton Nienstedt, e o adjunto, Lee Anthony Piche, acusados de encobrirem casos de abuso sexual de menores por um padre.

O Vaticano não explicita a razão das demissões, mas Nienstedt e Piche foram identificados por associações de vítimas como os responsáveis hierárquicos que ocultaram os abusos sexuais cometidos pelo padre Curtis Wehmeyer.



  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.