sicnot

Perfil

Mundo

Primeiro julgamento no Vaticano por abusos sexuais começa a 11 de julho

O Vaticano anunciou hoje que o primeiro julgamento de um membro da Igreja Católica acusado de abuso sexual de menores começa a 11 de julho e que dois bispos norte-americanos foram demitidos por encobrirem crimes semelhantes.

© Alessandro Bianchi / Reuters

Jozef Wesolowski, antigo núncio (embaixador) na República Dominicana, é acusado de abuso sexual de menores enquanto desempenhava aquelas funções, entre 2008 e 2013, e de posse de pornografia infantil já em Roma, em 2013 e 2014.

O antigo arcebispo, 66 anos, foi discretamente afastado do cargo em 2012, depois de a hierarquia católica ter sido informada de que pagava regularmente a rapazes dominicanos por serviços sexuais.

Se for considerado culpado, Wesolowski pode ser condenado a uma pena de 6 a 10 anos de prisão.

Em junho de 2014, Wesolowski foi afastado da Igreja, mas permaneceu em liberdade até setembro de 2014, quando foi colocado sob prisão domiciliária.

Em comunicado, o Vaticano afirma que "as graves alegações" contra Wesolowski vão ser escrutinadas e, "se necessário", haverá recurso à "cooperação legal internacional para a avaliação da prova testemunhal" obtida na República Dominicana.

As autoridades dominicanas, com as quais o Vaticano afirmou cooperar estreitamente, identificaram pelo menos quatro rapazes vítimas de abuso pelo enviado papal.

O papa Francisco aceitou por outro lado hoje a demissão de dois bispos norte-americanos, o arcebispo de Saint Paul e Minneapolis, John Clayton Nienstedt, e o adjunto, Lee Anthony Piche, acusados de encobrirem casos de abuso sexual de menores por um padre.

O Vaticano não explicita a razão das demissões, mas Nienstedt e Piche foram identificados por associações de vítimas como os responsáveis hierárquicos que ocultaram os abusos sexuais cometidos pelo padre Curtis Wehmeyer.



  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.