sicnot

Perfil

Mundo

Quer jantar com Hugh Jackman?

Alerta Austrália. Quer jantar com Hugh Jackman? É simples; junte 25 mil dólares, mais de 17 mil euros, arranje um amigo(a) para o acompanhar e faça as malas. O jantar inclui a viagem de Sidney a Nova Iorque e o prazer da companhia do protagonista de "Wolverine”. Mas não é tudo.

© Lucas Jackson / Reuters

O jantar com Hugh Jackman está ser leiloado no  e-bay. Mas desengane-se se pensa que é um jantar a dois. Quem desembolsar 25.000 dólares australianos, mais de 17.000 euros, irá dividir as atenções de Hugh Jackman com a sua mulher, Deborra-lee Furness e a Ministra dos Negócios Estrangeiros australiana, num restaurante, algures em Nova Iorque.

Mas se for muito para si, há companhias mais baratas. Por exemplo, tomar o pequeno-almoço com o primeiro-ministro australiano,  Tony Abbott, custa a módica quantia de 6.000 dólares, pouco mais de 4.000 euros.

Com o líder da oposição australiano,  Bill Shorten, um jantar ronda os 2.750 euros.
  
Se ainda assim for muito, há ainda deputados, senadores, ou mesmo jornalistas. Há para todos os gostos e todas as carteiras. O jantar ou almoço, por 2.000 dólares, 1.370 euros.

O dinheiro irá reverter para várias instituições de solidariedade. É uma iniciativa do  Midwinter Ball australiano que já vai na sua 16ª edição.
 
É um dos eventos sociais do ano que junta um número limitado de convidados: 640. Entre eles, o primeiro-ministro, os líderes da oposição, deputados, senadores, jornalistas, empresários. 

O jantar acontecerá no lobby principal do Parlamento no dia 17 de junho às 19:30.
  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57