sicnot

Perfil

Mundo

Três guardas mortos na Tunísia em ataque de militantes islâmicos

Três guardas da polícia nacional da Tunísia foram mortos esta segunda-feira, num posto de controlo no centro de país, na sequência de um ataque de militantes islâmicos.

O Ministério do Interior adiantou que dois dos seguranças morreram num ataque ao amanhecer e um terceiro na sequência de confrontos que se geraram com militantes islâmicos, numa passagem de Sidi Bouzid.

O Ministério do Interior adiantou que dois dos seguranças morreram num ataque ao amanhecer e um terceiro na sequência de confrontos que se geraram com militantes islâmicos, numa passagem de Sidi Bouzid.

© Stringer Shanghai / Reuters

O Ministério do Interior adiantou que dois dos seguranças morreram num ataque ao amanhecer e um terceiro na sequência de confrontos que se geraram com militantes islâmicos, numa passagem de Sidi Bouzid.
 
Um dos dois homens armados foi abatido, tendo o outro ficado ferido.

A autoria do ato terrorista não foi, até ao momento, reivindicada por nenhum grupo em concreto, mas as autoridades apontam o dedo a jihadistas do género dos que em março atacaram o museu nacional do Bardo, na capital, Tunes.

Desde então, as forças de segurança lançaram uma campanha contra as brigadas radicais com influência no país, em particular junto à fronteira com a Argélia.
  • Hoje é notícia

    País

    A Direção-Geral do Orçamento divulga a síntese de execução orçamental em contas públicas do primeiro trimestre, sendo que o Governo pretende reduzir o défice para 0,7% do PIB em contabilidade nacional em 2018. O secretário-geral do PS, António Costa, apresenta a moção de orientação política que irá levar ao congresso do partido, marcado para maio. O BCE deverá deixar as taxas de juro inalteradas na reunião de política monetária de hoje, em Frankfurt.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27