sicnot

Perfil

Mundo

EUA proíbem utilização de gordura artificial nos produtos alimentares

Os Estados Unidos proibiram esta terça-feira gorduras artificiais nos produtos alimentares, depois de concluírem que aquelas substâncias são prejudiciais para a saúde, dando três anos para as remover da indústria alimentar.

"Os óleos vegetais parcialmente hidrogenados, principal fonte alimentar de ácidos gordos artificiais na produção industrial de alimentos, não são considerados seguros para uso na alimentação humana", disse a Agência para a Regulamentação dos Alimentos e Medicamentos (FDA) norte-americana. (Arquivo)

"Os óleos vegetais parcialmente hidrogenados, principal fonte alimentar de ácidos gordos artificiais na produção industrial de alimentos, não são considerados seguros para uso na alimentação humana", disse a Agência para a Regulamentação dos Alimentos e Medicamentos (FDA) norte-americana. (Arquivo)

Petros Giannakouris / AP

"Os óleos vegetais parcialmente hidrogenados, principal fonte alimentar de ácidos gordos artificiais na produção industrial de alimentos, não são considerados seguros para uso na alimentação humana", disse a Agência para a Regulamentação dos Alimentos e Medicamentos (FDA) norte-americana.

Em 2013, a FDA já tinha considerado aquelas gorduras eram nocivas para a saúde, mas a agência estava à espera de ouvir todas as partes interessadas, nomeadamente movimentos de consumidores e indústria alimentar, para anunciar a sua decisão.

"Esta decisão mostra o compromisso da FDA para proteger a saúde do coração de todos os norte-americanos. Isto deve reduzir a doença cardíaca coronária e prevenir milhares de ataques cardíacos todos os anos", disse Stephen Ostroff, diretor interino da agência.

Lusa
  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.