sicnot

Perfil

Mundo

Governo da Moldávia demite-se em bloco

O Governo da Moldávia demitiu-se esta terça-feira em bloco depois da renúncia, na sexta-feira, do primeiro-ministro, Chiril Gaburici, suspeito de falsificação do diploma universitário, segundo um comunicado citado pela agência EFE.

O Governo demitiu-se em bloco depois da renúncia, na sexta-feira, do primeiro-ministro, Chiril Gaburici, suspeito de falsificação do diploma universitário.

O Governo demitiu-se em bloco depois da renúncia, na sexta-feira, do primeiro-ministro, Chiril Gaburici, suspeito de falsificação do diploma universitário.

© Stringer . / Reuters

Segundo a Constituição da antiga república soviética, o presidente, Nikolai Timofti, tem de decretar a demissão do Governo e nomear um primeiro-ministro interino, iniciando depois consultas com os diferentes grupos parlamentares para formar uma nova coligação e nomear um novo primeiro-ministro.

Se num prazo de três meses não for alcançado um acordo, o presidente deverá convocar eleições antecipadas.

Gaburici, 38 anos, foi designado primeiro-ministro a 18 de fevereiro passado com o apoio do Partido Liberal Democrata, do Partido Democrata e do Partido Comunista, que têm juntos 60 dos 101 assentos do Parlamento moldavo.

Em abril surgiram as primeiras alegações de que teria falsificado o seu diploma e na sexta-feira, depois de notificado da investigação, demitiu-se, afirmando não querer "participar em jogos políticos".
Lusa
  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.